Mano vê "falta de competência" em revés do Cruzeiro e critica árbitro

Do UOL, em Belo Horizonte

Mano Menezes não ficou satisfeito com a atuação do Cruzeiro no revés para a Chapecoense neste sábado (9), pela 11ª rodada do Cmapeonato Brasileiro. O técnico acredita que "faltou competência como time" para bater o rival catarinense na Arena Condá e cobrou a atuação do árbitro Grazianni Maciel Rocha (RJ).

Em entrevista coletiva ao término do jogo, o treinador gaúcho fez duras críticas aos seus comandados no duelo.

"Ensaiamos duas, três, quatro jogadas. Falta competência para a gente como time. Quando as individualidades não estão bem, a gente precisa encontrar alternativas", disse.

"Primeiro acho que o Cruzeiro não mereceu vencer o jogo. Não estava jogando bem para vencer. Se colocarmos as dificuldades, fomos perdendo os jogadores cedo. Perdemos o Sassá e o Thiago, que era a tentativa de criar as jogadas. A Chapecoense não quis jogar muito em questão de jogadas. Mesmo precisando vencer, não saiu disso, com três volantes sempre. Perdemos mais uma segunda bola, tem a ver com o posicionamento da equipe os nossos erros. Apodi foi lançado em profundidade, demoramos a acompanhar e veio o gol irregular, como todos vocês devem ter visto. Em dois jogos, é o que temos para esta semana. Apenas mudou o jogo para vitória do nosso adversário, jamais estivemos perto de construir essa vitória", acrescentou o técnico, queixando-se também da atuação da arbitragem no confronto.

Diante da falta de equilíbrio nos últimos dois jogos, quando sofreu três gols e marcou somente um, o técnico demonstra incômodo com o desempenho ofensivo dos seus comandados:

"Incomoda porque para construir vitórias os gols são necessários. Mas são jogos diferentes. O jogo passado, contra o Vasco da Gama, tivemos 19 oportunidades, nove claríssimas. Hoje me preocupa, porque a parte do treinador é fazer o time criar. O time não cria, a gente tem que resolver com cuidado, trabalho e entendimento de jogo melhor. Já havíamos falado antes, mesmo quando disse que o importante era vencer, que nós precisávamos marcar mais gols. Uma hora faz falta, o adversário faz mais gols e a gente perde", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos