Com golaço de Nenê, São Paulo bate Vitória e assegura G-4 em parada da Copa

Do UOL, em São Paulo

A noite foi das melhores para o São Paulo nesta terça-feira (12), no estádio do Morumbi, com vitória por 3 a 0 na abertura da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nenê fez dois gols (um deles, golaço), e Everton fechou o placar do triunfo que garante o time tricolor no G-4 na parada da Copa do Mundo.

O triunfo alça o Tricolor provisoriamente à vice-liderança, com 23 pontos – três atrás do Flamengo. O time paulista tem de esperar o jogo do Atlético-MG para saber se termina a rodada em segundo lugar. As próximas semanas serão de folga e treino, e o São Paulo só volta a jogar em 18 de julho, uma quarta-feira, quando visita justamente o líder Flamengo no Maracanã. O Vitória tem 12 pontos na 15ª posição do Brasileiro e corre riscos de passar todo o período de Copa do Mundo na zona de rebaixamento; na volta, pega o lanterna Paraná.

Quem foi bem: Nenê faz gols e dá ritmo ao São Paulo

O camisa 7 teve grande atuação, pelos gols e também pela atuação de maestro. Foi ele quem acelerou ou cadenciou os ataques do São Paulo, dando ao time o ritmo certo durante boa parte da partida. Além disso, o primeiro gol foi uma pintura: chute certeiro da intermediária que foi parar no ângulo (confira no vídeo acima). Não à toa o meia teve seu nome gritado ao ser substituído por Liziero nos minutos finais.

Atuação do São Paulo: gol no início e expulsão facilitam

Sem conseguir pressionar no início, o São Paulo foi um tanto indiferente com a bola nos pés e até desatento na marcação – quase sofreu gol após erro de Sidão. Mas Nenê fez uma pintura e tranquilizou a partida. Pouco depois o Vitória ficou com um a menos, e o time tricolor aproveitou para ampliar (veja acima). Daí em diante bastou administrar a vantagem, ainda mais após o terceiro gol no início do segundo tempo.

Atuação do Vitória: time se desmontou aos poucos

O time visitante demorou a se encontrar no Morumbi. Teve uma chance com Wallyson aos 17 minutos, e só. Ao levar o primeiro gol e ficar com um jogador a menos, desmontou-se em campo e não esboçou reação. Defensivamente, os zagueiros Kanu e Aderlan fizeram falta à equipe. Na frente, houve erros de finalização nas poucas vezes que chegou à área do São Paulo, o que impediu qualquer ensaio de reação.

Expulsão polêmica muda o jogo

Aos 34 minutos, o árbitro Igor Benevenuto viu agressão de Yago a Nenê e expulsou o meio-campista do Vitória de forma direta (veja o lance acima). De nada adiantou as súplicas do time de Salvador, nem mesmo o semblante meio sem jeito dos são-paulinos: após mais de seis minutos de paralisação, a decisão foi confirmada. O saldo final foi de uma expulsão e dois amarelos – estes para Neilton, por reclamação, e para Nenê, não se sabe bem o porquê. Em seguida o Vitória sentiu o baque, levou o segundo gol e não se encontrou mais no jogo.

São Paulo faz o terceiro e controla

Na volta do intervalo, o time da casa nem chegou a enfrentar reação do Vitória. O primeiro lance de perigo foi um chute cruzado de Reinaldo – em que a arbitragem apitou impedimento –, e o segundo foi o gol de Everton após boa jogada de Lucas Fernandes (confira acima). Daí em diante praticamente só deu São Paulo, com algumas chances claras e outras nem tanto, mas sempre dominando.

Lucas Fernandes é expulso e perde jogo contra Flamengo

A partida já estava definida quando o camisa 11 acabou levando o cartão vermelho, aos 31 minutos da etapa final, por uma solada em Neílton. Suspenso, ele não poderá enfrentar o líder Flamengo na 13ª rodada, em julho, quando o Brasileirão voltar da interrupção para a Copa do Mundo.

Ficha Técnica

São Paulo 3 x 0 Vitória

Data: 12 de junho de 2018
Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), São Paulo-SP
Hora: 21h30 (de Brasília)
Público: 20.456 pessoas presentes
Renda: R$ 468.036,00
Árbitro: Igor Junior Benevenuto (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Júnio De Souza (MG)
Cartões Amarelos: Nenê, Lucas Fernandes, Jucilei e Hudson (São Paulo); Bruno e Neilton (Vitória)

Cartão Vermelho: Lucas Fernandes (São Paulo); Yago (Vitória)

Gols: Nenê aos 21' e aos 41 minutos do primeiro tempo. Everton aos oito minutos do segundo tempo.

São Paulo: Sidão; Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Hudson, Lucas Fernandes, Nenê (Liziero) e Everton (Caíque); Diego Souza (Brenner). Treinador: Diego Aguirre.

Vitória: Elias; Cedric, Ramon, Bruno e Jeferson; Lucas Marques, Yago, Neilton, Rhayner (Guilherme Costa) e Wallyson (Rodrigo Andrade); André Lima (Lucas Fernandes). Treinador: Vagner Mancini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos