Abel pede fim de "atitudes extremamente corretas" e cobra reforços no Flu

Do UOL, em São Paulo

Após a quarta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro, Abel Braga cobrou reforços para o Fluminense na volta da parada para a Copa do Mundo. Durante entrevista coletiva depois do revés para o Santos nesta quarta-feira (13), o treinador declarou que é momento da diretoria mudar de postura e ir atrás de novos nomes para o elenco para a sequência da temporada.

"O momento é oportuno para deixar algumas coisas e atitudes extremamente corretas de lado para buscar mais jogador. Não é que esse grupo não tenha qualidade. O grupo inteiro estava bem. Já se tinha uma forma de jogar desde a Florida Cup e perdemos o coletivo, que era nossa maior força. Dentro do coletivo tinha a individualidade que sobressaía, mas agora não está sendo possível", disse o comandante. 

Desde o início da temporada, o Fluminense vem adotando cautela na busca de reforços por conta da situação interna. Em crise financeira e política, o clube das Laranjeiras tem encontrado dificuldades para honrar com os compromissos monetários - incluindo salários dos atletas.

Apesar da situação delicada, Abel acredita que o clube precisa fortalecer o elenco para lidar melhor com possíveis baixas por lesões e se manter competitivo. O técnico citou os desfalques recentes para reafirmar a necessidade de contar com novas opções.

"Temos trabalho que temos seguir. Roger jogou o jogo passado, estava bem e sentiu uma coisinha. Marcos Júnior estava fora, voltou e sentiu com dez minutos. Daqui a pouco nem para a intertemporada você tem jogador", completou.

Com mais um resultado negativo, o Fluminense estacionou nos 14 pontos e já passa a conviver com a ameaça das últimas posições do Campeonato Brasileiro. A última vitória da equipe foi na sétima rodada, contra a Chapecoense. 

Diante no cenário adverso, Abel disse ententer os protestos dos torcedores, que vaiaram ao término do confronto desta noite.

"Torcedor tem o direito. Quer ver a equipe com grandes jogadores, mas o Fluminense não tem essa condição. Tenho ótima relação com o presidente e com o vice. Situação complicada, cinco jogos sem vencer, mas todo mundo tem de sentar, conversar e achar solução. Momento importante, porque todo mundo vai esfriar a cabeça, e é voltar para um período de treinos fortes", disse.

Após a paralisação por conta da Copa do Mundo, o Fluminense tem clássico contra o Vasco pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos