Inter domina o Vasco, faz 3 a 1 e vai para o recesso em quarto

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional dominou o jogo, acertou duas vezes a trave e bateu o Vasco nesta quarta-feira (13), no Beira-Rio, pela 11ª rodada do Brasileirão. O placar de 3 a 1 foi construído com gol de Patrick, que na comemoração utilizou uma máscara do personagem Pantera Negra, Nico López e Victor Cuesta. Andrey descontou para o Vasco.

Com 22 pontos, o Colorado vai para o recesso do Brasileirão em quarto. Está um atrás de Atlético-MG e São Paulo, cinco do Flamengo. Chegou ao oitavo jogo sem derrota. Já o Vasco parou com 15, em 11º, e ainda tem um jogo a menos que a maioria dos adversários.

O Brasileirão agora para até o fim da disputa da Copa do Mundo. Após o recesso, o Inter encara o Atlético-PR. Já  o Vasco encara o clássico contra o Fluminense. Ambos os jogos ocorrem em 19 de julho.

Pantera Negra: Patrick brilha com gol e assistência

O volante Patrick fez bela jogada no primeiro gol do Inter. Arrancou do campo defensivo, driblou dois adversários e enfiou para Nico López. E não parou nisso. No fim da etapa inicial, aparou um desvio em escanteio de primeira, fez seu gol e comemorou com uma máscara do personagem Pantera Negra, do Universo Marvel.

Pottker toma decisões erradas e mantém jejum de gols

Pottker não foi bem de novo. O atacante de lado do Inter tomou uma série de decisões erradas, perdeu chances e acabou substituído ainda aos 10 minutos do segundo tempo. Manteve, portanto, um longo jejum de gols que já superou mil minutos. 

Lomba falha e leva azar em gol do Vasco

O Vasco cresceu no segundo tempo. Mesmo criando em falhas e cruzamentos, principalmente em lances de bola parada, o time carioca descontou aos 20 minutos com Andrey aparando de primeira uma rebatida de escanteio e contando com falha e azar de Marcelo Lomba. 

Inter muda formação e põe Nico para auxiliar Damião

Sem contar com Edenílson, o Internacional preferiu mudar sua formação. Abriu mão do tripé de meio-campo e utilizou Nico López atrás de Leandro Damião. A opção facilitou a criação e deu alternativas ofensivas de tramas pelo centro, algo que não ocorria anteriormente. A alteração colocou o Colorado para cima no jogo e foi importante no primeiro gol, aos 11 minutos, exatamente de Nico.

Vasco cria só em falhas do Inter e na bola parada

O Vasco acabou carente de um centralizador. Com Giovanni Augusto ao lado de Ríos, quase sempre recebendo a bola de costas para a defesa do Inter, o time carioca teve duas alternativas: bola parada ou usar os erros do adversário. O Inter pouco errou e as faltas acabaram sendo alternativas únicas de conclusão dos visitantes.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3 X 1 VASCO

Data: 13/06/2018 (quarta-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Raphael Klaus
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Rogerio Pablos Zanardo
Renda: R$ 563.585,00
Público: 22.278 (19.733 pagantes)
Cartões amarelos:  Patrick (INT), Fabiano (INT); 
Gols: Nico López, do Inter, aos 11 minutos do primeiro tempo; Patrick, do Inter, aos 44 minutos do segundo tempo; Andrey, do Vasco, aos 20 minutos do segundo tempo; Victor Cuesta, do Inter, aos 25 minutos do segundo tempo; 

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Patrick, William Pottker (Camilo), Nico López e Lucca (Gabriel Dias); Leandro Damião (Brenner).
Técnico: Odair Hellmann

VASCO
Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Miranda, Erazo e Henrique; Desábato, Andrey e Bruno Cosendey (Ramon); Yago Pikachu e Giovanni Augusto (Evander); Andrés Rios (Caio Monteiro).
Técnico: Jorginho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos