"Lance covarde em cima de uma criança", diz Bandeira sobre Felipe Melo

Do UOL, no Rio de Janeiro

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, fez duras críticas ao volante palmeirense Felipe Melo e ao árbitro Braulio da Silva Machado após o empate por 1 a 1, no Allianz Parque. O jogador foi acusado pelo mandatário de ter agido com covardia por conta do carrinho aplicado em Vinicius Júnior no segundo tempo da partida - ele foi punido apenas com o cartão amarelo.

"É ridículo o Felipe Melo não ter sido expulso. Foi um lance covarde em cima de uma criança. Era para ter saído de camburão", disse, irritado.

Responsável por expulsar seis jogadores, sendo Cuéllar, Jonas e Henrique Dourado do Flamengo, o árbitro foi outro capítulo no desabafo do mandatário rubro-negro.

"Poderíamos ter vencido se não fosse a arbitragem. Parece que faz parte do pacote. É isso toda vez que o Flamengo vem aqui. Recuperamos a tradição. Depois da confusão, ele deu cinco minutos de acréscimos quando o Palmeiras tinha a bola. Quando o Flamengo recuperou, acabou o jogo. Como estavam sem goleiro, esqueceu dos outros três minutos de acréscimo... Não dá pra ficar calmo", encerrou.

Pelo Brasileirão, o líder Flamengo só volta a campo no dia 18 de julho, quando enfrenta o São Paulo, às 21h45 (de Brasília), em um Maracanã certamente lotado pela campanha de quatro pontos de distância para o segundo colocado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos