Micale reclama de juiz e fala em pressão de Cruzeiro na CBF: "trabalhei lá"

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Jason Silva/AGIF

    Micale reclamou do árbitro no jogo do Paraná contra o Cruzeiro

    Micale reclamou do árbitro no jogo do Paraná contra o Cruzeiro

O técnico do Paraná Clube, Rogério Micale, reclamou da arbitragem de Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) com críticas veladas à CBF, após o empate em 1 a 1 com o Cruzeiro. Micale se queixou do pênalti anotado a favor da Raposa, que gerou o gol de abertura do placar. O treinador também foi expulso durante a partida.

"O Cruzeiro foi na CBF reclamar na semana passada. Eu trabalhei na CBF. Então, é complicado", disparou o técnico, que evitou comentar o pênalti, mas reclamou muito dos cartões levados pelo seu time: "Não vi ainda na TV (o lance do pênalti). De dentro do campo, acho que pode ter sido pênalti. Mas ele minou toda minha equipe. Tomamos oito amarelos. Ele veio no nosso banco o jogo todo e não foi no banco do Cruzeiro nenhuma vez. E do outro lado eles faziam a todo momento. Não gosto de ficar falando de arbitragem, mas sofremos demais. Não digo que foi decisivo, mas atrapalhou", declarou.
O resultado deixou o Paraná dentro da zona de rebaixamento na pausa para a Copa do Mundo da Rússia, com 10 pontos em 18º lugar, atrás do Bahia (12) e à frente de Atlético-PR (9) e Ceará (5).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos