Em noite de "camisa 9", Romero faz dois e Corinthians vence bem o Cruzeiro

Do UOL, em São Paulo

Jonathas, centroavante do Corinthians escalado apenas pela segunda vez pelo técnico Osmar Loss, se contundiu e foi substituído aos 30 minutos do primeiro tempo. O cenário parecia desfavorável para o time da casa, ainda mais após a derrota no clássico contra o São Paulo na rodada passada, mas Romero apareceu como um verdadeiro camisa 9 e resolveu a partida. Ele marcou duas vezes na vitória corintiana por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira.

A vitória leva o Corinthians ao oitavo lugar da tabela de classificação, com 22 pontos e próximo dos primeiros colocados. Enquanto isso, derrotado pela primeira vez após a pausa da Copa do Mundo, o Cruzeiro fica estacionado no quinto lugar, com 24 pontos somados, e distante de Flamengo e São Paulo. 

Na próxima rodada, o Corinthians vai a Brasília enfrentar o Vasco às 11h do domingo, enquanto o Cruzeiro recebe o vice-líder São Paulo em casa, no Mineirão, às 16h do mesmo dia.

Santo de casa faz milagre

Luis Moura/WPP/Estadão Conteúdo

Em meio a tantos jogadores recém-contratados e mudanças do técnico Osmar Loss, foi um dos mais antigos do elenco que resolveu a partida contra o Cruzeiro. Autor dos gols da vitória aos 16 e 34 minutos do segundo tempo, o paraguaio Ángel Romero aumentou ainda mais sua vantagem na artilharia da Arena Corinthians, com 26 gols. Jadson, o perseguidor mais direto, fica com 21. 

Thiago Neves não se encontra

Bruno Riganti/FramePhoto/Estadão Conteúdo

Entre os principais nomes do elenco do Cruzeiro, o meia Thiago Neves não vive sua melhor fase. Contra o Corinthians ele completou 11 partidas sem fazer gols, seu maior jejum desde que foi contratado pelo Cruzeiro no ano passado. Sem inspiração e com elevado índice de passes errados, o meia foi substituído por Mano Menezes aos 27 minutos do segundo tempo.

Redenção imediata

Logo na rodada seguinte à falha do terceiro gol contra o São Paulo, Cássio mostrou que ainda é o mesmo daquela série de defesas diante do Botafogo. No primeiro minuto de jogo, um erro do Corinthians na saída de bola acabou nos pés de Thiago Neves, que lançou Barcos na área. O argentino dominou, cortou Léo Santos com habilidade e achou o cantinho da meta. Ágil, Cássio se esticou e espalmou do lado esquerdo, em redenção express da falha no clássico. O Cruzeiro tentou manter a pressão nos lances seguintes, mas o time da casa não demorou a equilibrar e evitar novos sustos.

VAR sem VAR

A partida na Arena Corinthians foi acompanhada por mais profissionais de arbitragem do que o usual em jogos do Campeonato Brasileiro. Uma sala no prédio Oeste do estádio recebeu equipamentos e profissionais que serão responsáveis pela implementação do árbitro de vídeo na Copa do Brasil. O estádio em Itaquera receberá o jogo entre Corinthians e Chapecoense, no dia 1º de agosto, e foi palco de testes e treinamentos nesta quarta-feira. Nenhuma observação foi levada em conta, claro.

Desentrosados e prejudicados

O primeiro tempo de Corinthians x Cruzeiro foi marcado por erros de passe lado a lado. Enquanto o time da casa está em eterna remontagem, com uma série de jogadores recém-contratados em campo, os visitantes foram escalados com time misto, com Edilson, Dedé, Robinho e Arrascaeta poupados. Desentrosados, os times sofreram para criar chances de ataque. E a situação ainda piorou: o Corinthians perdeu o atacante Jonathas, lesionado, aos 30 minutos de jogo, e o Cruzeiro precisou lidar com alguns minutos de preocupação com o zagueiro Manoel, que se chocou com o companheiro Henrique e ganhou um inchaço no olho esquerdo. O Corinthians apostou em Pedrinho e Manoel se recuperou. Até salvou chance de Clayson no comecinho.

Léo tem a melhor chance

Uma pequena pressão do Cruzeiro nos minutos finais quase rendeu a abertura do placar. Aos 43 minutos, Barcos fez pivô e serviu Lucas Romero, que chegou batendo cruzado e viu Cássio fazer boa defesa. Lucas Silva cobrou o escanteio aberto, no meio da área, e Léo ganhou de Léo Santos e Fagner para cabecear no canto esquerdo do Corinthians. Desta vez Cássio só olhou, e a bola resvalou na trave antes de sair pela linha de fundo. O Cruzeiro foi superior no primeiro tempo.

Visitante ilustre em Itaquera

O meia Willian, revelado nas categorias de base do Corinthians, esteve nas tribunas da Arena de Itaquera na partida contra o Cruzeiro. De férias no Brasil após atuar pela seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia, o jogador do Chelsea disse que está com saudades do clube que defendeu por 41 jogos entre 2005 e 2007 e foi flagrado pelo clube.

Fabio tenta, mas Romero marca

O Corinthians voltou melhor para o segundo tempo, com menos erros de passe e mais domínio da posse de bola. Depois de dois lances importantes, um em jogada individual de Pedrinho que terminou com reclamação de pênalti e outro com chute do camisa 38 após passe de Jadson, o time da casa enfim abriu o placar aos 16 minutos do segundo tempo.

O próprio Pedrinho começou a jogada do gol com um passe lateral para Romero, que prendeu, tirou a marcação de Rafinha e lançou Danilo Avelar em profundidade na entrada da área pela esquerda. O lateral recebeu e chutou colocado, para boa defesa de Fabio. O problema para o Cruzeiro é que a marcação toda acompanhou Danilo e deixou Romero livre para entrar na área e aproveitar o rebote do goleiro. Gol em bela jogada corintiana. 

Barcos perde, Romero não

Barcos recebeu cruzamento na área aos 27 minutos do segundo tempo e poderia ter mudado a história da partida. Ele estava completamente livre, mas cabeceou por cima da meta de Cássio. Pouco depois de o argentino perder um gol, um paraguaio em campo fez pela segunda vez: Ángel Romero. Após falta de Manoel em Danilo Avelar, Jadson cobrou no travessão e Romero apareceu no rebote para vencer a disputa com Manoel e marcar de novo.

Ponto pro Danilo Avelar

O lateral-esquerdo do Corinthians, além da participação no lance do segundo gol, salvou em cima da linha uma tentativa de Barcos aos 38 minutos. Os últimos minutos ainda tiveram outros agitos, como uma linda defesa de Cássio após cabeceio de David e dois chutes de Mateus Vital que levaram perigo ao gol de Fabio. A noite era mesmo de Romero.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 0 CRUZEIRO

Data: 25 de julho de 2018 (quarta-feira)
Hora: 21h45
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Auxiliares: Pedro Martinelli Christino e Luciano Roggenbaum (ambos do PR)
Cartões amarelos: Lucas Silva, Lucas Romero (Cruzeiro)
Público/renda: 21.031 pagantes/R$ 840.676,00
Gols: Romero (1-0, aos 16/2ºT; 2-0, aos 34/2ºT)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Romero, Jadson (Paulo Roberto, aos 41/2ºT) e Clayson (Mateus Vital, aos 31/2ºT); Jonathas (Pedrinho, aos 30/1ºT). Técnico: Osmar Loss.

CRUZEIRO: Fabio; Lucas Romero, Léo, Manoel e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Robinho, no intervalo), Bruno Silva (Arrascaeta, aos 19/2ºT), Rafinha e Thiago Neves (David, aos 27/2ºT); Barcos. Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos