Santos e Flamengo empatam em jogo de bons dribles na Vila

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

Santos e Flamengo empataram por 1 a 1 nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca saiu na frente logo aos dois minutos de jogo com gol contra de Bruno Henrique após escanteio bem cobrado por Diego. Mas foi outro meia que brilhou mais entre os flamenguistas: Paquetá. A revelação carioca foi muito bem no primeiro tempo, com boas arrancadas e bons dribles.

Mas a vitória não veio por conta de uma ótima apresentação de outro jovem no duelo: o atacante Rodrygo, estrela santista que já foi vendida ao Real Madrid, da Espanha. O atacante abusou das jogadas individuais e, inclusive, "bagunçou" a defesa carioca ao dribla três marcadores e tocar para Gabigol empatar o jogo.

Na segunda etapa, Santos e Flamengo não mantiveram o ritmo do primeiro tempo e o jogo foi bem menos atrativo, com poucas chances de finalização.

O resultado mantém o Flamengo na liderança do Brasileirão, com 31 pontos ganhos, enquanto o Santos soma 16 pontos na 13ª colocação. Na próxima rodada, o Santos encara o América-MG, domingo, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Flamengo enfrenta o Sport no mesmo dia, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Na próxima rodada, o Santos encara o América-MG, domingo, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Flamengo enfrenta o Sport no mesmo dia, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

O melhor: Rodrygo "bagunça" a defesa do Flamengo

Marcello Zambrana/AGIF

O atacante Rodrygo jogou aberto pela direita do ataque, um novo posicionamento para ele. A joia santista mostrou que sabe jogar dos dois lados do ataque. Ele bagunçou a defesa do Flamengo, inclusive no gol santista, quando driblou três marcadores e tocou para Gabigol empatar o jogo no final do primeiro tempo.

O pior: Sasha apagado novamente e jejum continua

Sasha jogou mal mais uma vez e foi substituído no intervalo. Chulapa colcou Renato em seu lugar. Com isso, o ex-atacante do Inter somou 18 jogos sem marcar um gol. O último gol foi em 27 de março, na vitória por 2 a 1 contra o Palmeiras, pelo segundo jogo da semifinal do Campeonato Paulista

Diego encara pressão da torcida santista

Staff Images / Flamengo

Diferente dos últimos em que atuou na Vila como visitante, Diego foi bastante pressionado pela torcida. O camisa 10 do Flamengo era vaiado quando pegava na bola e foi bastante xingado quando se aproximou das arquibancadas rumo ao vestiário. A maior vaia ocorreu no finalzinho do jogo, quando foi substituído por Henrique Dourado. Em campo, ele fez um bom jogo.

Chulapa muda posicionamento de quarteto e acerta

Marcello Zambrana/AGIF

Serginho Chulapa manteve o quarteto ofensivo de Jair Ventura, mas o interino trocou os atacantes de posicionamento. Rodrygo, que rendia menos jogando centralizado no esquema de Jair, brilhou do lado direito. Bruno Henrique foi fixado na esquerda e Gabigol de centroavante. Sasha foi o meia centralizado. No intervalo, Chulapa tirou Sasha e colocou Renato. Com isso, ele adiantou Pituca para atuar como meia.

Bruno Henrique faz gol contra, perde gol e é driblado por goleiro

A quarta-feira não foi muito boa para Bruno Henrique. Além de fazer o gol contra aos dois minutos de jogo após desviar de cabeça o escanteio cobrado por Paquetá, o camisa 11 "furou" uma bola na entrada da pequena área. Se não bastasse, ele levou um drible desconcertante do goleiro Diego Alves na entrada da pequena área.

4-1-4-1 do Flamengo "redondinho" em campo

O Flamengo iniciou a partida jogando muito mais do que o Santos. A "segunda linha" de quatro meias dominava o meio-campo. Paqueta e Diego por dentro e Everto Ribeiro e Matheus Savio pelos lados. O problema é que a "primeira linha" de quatro, com os defensores, não joga o mesmo futebol.

Lucas Veríssimo sai no início e "frustra" franceses

O zagueiro Lucas Veríssimo foi substituído no início do jogo, aos 16 minutos, por conta de uma lesão. O defensor deixou o campo bastante chateado pois representantes do Lyon, da França, foram a Vila Belmiro ver o atleta atuar contra o Flamengo.

Santistas reclamam de pênalti não marcado

Após abrir o placar, o atacante Bruno Henrique finalizou dentro da área e a bola bateu no braço do zagueiro Léo Duarte, mas o árbitro não marcou pênalti. O lance foi duvidoso, mas não um "pênalti claro". Os santistas reclamaram bastante.

FICHA TÉCNICA
Santos 1 x 1 Flamengo

Data: 25 de julho de 2018, quarta-feira
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias (ambos da BA)

Gols: Bruno Henrique contra aos dois minutos do primeiro tempo (Flamengo); Gabigol aos 33 minutos do primeiro tempo (Santos)

Cartões amarelos: Diego (Flamengo) e Luiz Felipe (Santos)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo (Luiz Felipe), Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca (Léo Cittadini) e Rodrygo; Gabriel Barbosa, Bruno Henrique e Eduardo Sasha (Renato). Técnico: Serginho Chulapa

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá e Diego (Henrique Dourado); Éverton Ribeiro, Matheus Savio (Geuvânio) e Guerrero (Uribe). Técnico: Maurício Barbieri

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos