Vitória bate o Sport e reage no Brasileirão após ser goleado em clássico

Do UOL, em São Paulo (SP)

Goleado pelo maior rival, o Bahia, na rodada anterior por 4 a 1, o Vitória mexeu em mais de metade do time, não teve uma boa atuação, só que foi mais eficiente do que o Sport e venceu por 1 a 0, nesta quinta-feira (26), no Barradão, no complemento da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto os rubro-negros se reabilitaram no torneio, os pernambucanos chegaram ao quinto jogo consecutivo sem triunfar.

O resultado em Salvador levou a Vitória a 18 pontos, com o 13º lugar na tabela, abrindo distância para a zona de rebaixamento, enquanto o Sport cai para a 12ª colocação, com 19.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Vitória visita o Atlético-PR, neste domingo (29), às 16h, na Arena da Baixada, em duelo direto entre times da parte de baixo da tabela. No mesmo dia e horário, o Sport encara o Flamengo, no Maracanã.

O melhor em campo: Neilton

Embora o Vitória tenha sido muito apático no primeiro tempo, Neilton foi o único ponto de lucidez da equipe, com jogadas individuais e movimentação. Do lado do Sport, vale a menção honrosa para o meia-atacante Michel Bastos, que teve duas chances para marcar na etapa inicial - uma em chute de longe, outra frente a frente com o goleiro Ronaldo -, mas desperdiçou. Os gols fizeram falta.

O pior em campo: Rafael Marques

Opção ofensiva do técnico Claudinei Oliveira para o duelo, o veterano atacante do Sport foi notado apenas pela touca de natação que usou desde o início do primeiro tempo, devido a um corte na cabeça. Foi peça nula no ataque e deixou o campo na segunda etapa para dar lugar a Marlone, que também pouco acrescentou. 

Remontado, Vitória foi visitante em casa no 1º tempo

Sob o comando do auxiliar Anderson Batatais, já que o técnico Vagner Mancini cumpriu suspensão pela expulsão contra o Bahia, o Vitória foi a campo com sete alterações em relação ao time que levou 4 a 1 no Ba-Vi. A principal novidade foi o lateral-esquerdo Matheus, 19 anos, que fez a sua estreia como profissional.

As mudanças, no entanto, não surtiram efeito no primeiro tempo. Sem criatividade e dependente da individualidade de Neilton, a equipe rubro-negra parecia visitante em sua própria casa e tomou sufoco, mesmo tendo mais posse de bola (51% a 49% no primeiro tempo). Foi apenas um chute na direção do gol de Magrão.

Susto no início e duas baixas por lesão

A carência de lances produtivos fez com que Vitória e Sport dessem mais sustos do que alegrias na etapa inicial. Logo no primeiro minuto, Ramon e Rafael Marques se chocaram de cabeça pelo alto, mas se recuperaram após alguns minutos de atendimento médico. As duas equipes também foram forçadas a substituir por lesões. Os baianos ficaram sem o meia Luan, com problema no adutor da coxa direita, enquanto os pernambucanos perderam o atacante Rogério, com dores musculares na coxa esquerda.

Lance individual decide partida pobre em talentos

As duas equipes não davam indícios de que teriam performances melhores no segundo tempo. O Vitória, no entanto, conseguiu se organizar um pouco mais na parte ofensiva, beneficiado pela marcação adversária, menos eficiente. Substituto de Luan, o atacante Erick vinha fazendo pouco em campo até conseguir um lance individual pela esquerda, abrir espaço e chutar cruzado e forte, no canto esquerdo de Magrão, que nada pôde fazer. O Sport teve a chance de empatar aos 39 minutos. Em jogada pela direita, Michel Bastos entrou na área e cruzou rasteiro para Hygor, que chutou em cima do goleiro Ronaldo.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 x 0 
SPORT
Data: 26/7/2018
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Luiz Alberto Andrini Nogueira (ambos de SP)
Cartões amarelos: Aderllan (Vitória); Deivid e Rafael Marques (Sport)
Gol: Erick, aos 15 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Ronaldo; Ramon, Aderllan, Ruan  Renato e Matheus; Arouca, Willian Farias, Yago (Marcelo Mell) e Luan (Erick); Neilton e André Lima (Walter Bou). Técnico: Anderson Batatais.

SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Leo Ortiz e Sander; Deivid (Carlos Henrique), Fellipe Bastos, Gabriel e Michel Bastos; Rafael Marques (Marlone) e Rogério (Hygor). Técnico: Claudinei Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos