Ceará vence o Fluminense e deixa a lanterna do Campeonato Brasileiro

Do UOL, no Rio de Janeiro

Contando com a pressão do "caldeirão" que é o estádio Presidente Vargas, o Ceará se impôs diante do Fluminense e venceu por 1 a 0 na tarde deste sábado (28), em Fortaleza (CE), com gol de Leandro Carvalho. O resultado fez com que os cearenses deixassem a lanterna da competição para o Atlético-PR e interrompessem a sequência de três jogos de invencibilidade do Tricolor.

No próximo domingo o Ceará enfrenta fora de casa o Paraná. Já o Fluminense, que está em nono lugar antes do término desta rodada, recebe o Bahia no Maracanã (RJ).

Juninho Quixadá inferniza o Flu
Com seis anos de futebol búlgaro e desconhecido do grande público brasileiro, o meia-atacante Juninho Quixadá apresentou seu cartão de visitas ao Fluminense. Rápido e habilidoso, ele infernizou a zaga tricolor e criou as melhores chances do Ceará na partida.

Gum entortado
O zagueiro Gum acabou ficando marcado pelo drible desconcertante que tomou do atacante Leandro Carvalho, onde acabou indo ao chão antes do jogador do Ceará empurrar a bola para o fundo da rede.

Não valeu
Aos sete minutos do primeiro tempo, Sornoza aproveitou a sobra da dividida entre Júnior Dutra e Éverson e empurrou para o fundo da rede. A arbitragem, porém, marcou falta.

Passou raspando
Aos 12 minutos, João Lucas aproveitou um rebote da intermediária e soltou uma linda bomba, que pegou um grande efeito e passou raspando a trave esquerda do goleiro Júlio César.

Deus nos acuda!
Aos 21, Cardona cobrou falta fechada pelo lado esquerdo direto para o gol. Júlio César fez grande defesa, deu rebote e, após bate e rebate, a zaga do Fluminense tirou.

Na trave!
Aos 32, Juninho Quixadá recebeu na esquerda, deu um corte seco no defensor tricolou e chutou colocado. A bola bateu caprichosamente na trave esquerda de Júlio César e saiu.

Foi pênalti?
Aos 38, Ayrton Lucas cruzou da esquerda e Sornoza não alcançou, mas a bola sobrou para Pedro. O atacante do Fluminense chutou duas vezes, mas a zaga do Ceará evitou o gol.  O Tricolor reclamou de pênalti por mão na bola.

Belo gol do Ceará
De tanto insistir, o Ceará abriu o placar aos 40 minutos da etapa inicial, quando Leandro Carvalho arrancou da intermediária, entornou o zagueiro Gum e, de biquinho ao estilo Romário, mandou para o fundo da rede fazendo o 1 a 0.

Quase o Flu empata
Aos 30 minutos do segundo tempo, Everaldo pegou a sobra do escanteio, avançou pelo lado direito da área do Ceará e soltou a bomba, quase empatando para o Fluminense. 

Luciano sem ritmo de jogo
Sem jogar desde abril, quando estava no Panathinaikos (GRE), o atacante Luciano fez sua estreia pelo Fluminense, mas demonstrou estar sem ritmo de jogo, errando o tempo de bola e as conclusões a gol. 

Ceará valente
Mesmo iniciando a partida na lanterna do Campeonato Brasileiro e enfrentando uma equipe em ascensão, o Ceará demonstrou valentia partindo para cima do Fluminense. O time foi empurrado pela torcida no acanhado estádio Presidente Vargas e poderia, por exemplo, ter saído com uma vantagem maior no primeiro tempo.

Pedro isolado
Artilheiro do Campeonato Brasileiro com nove gols, o atacante Pedro esteve muito isolado na partida contra o Ceará. O meio de campo teve dificuldades em criadas para o jovem, que teve apenas uma oportunidade, ainda no primeiro tempo.

Lisca ousado
O técnico Lisca adotou a ousadia contra o Fluminense e não recuou a equipe mesmo após o Ceará ter feito 1 a 0 no primeiro tempo. 

Aposta de Marcelo não rendeu

LC MOREIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

O técnico Marcelo Oliveira apostou no retorno de Sornoza ao time titular, mas o equatoriano pareceu fora de ritmo e não rendeu o esperado, o que dificultou a ligação entre o meio de campo e o ataque.

100 jogos
O goleiro Júlio César completou 100 partidas com a camisa do Fluminense contra o Ceará. Confira a homenagem do Tricolor no Twitter:

Após 7 anos...

O Fluminense voltou a atuar no estádio Presidente Vargas após sete anos. Em 2011, o Tricolor venceu por 2 a 1.

Confira a chegada do Fluminense ao Presidente Vargas

Flu na final da Taça BH sub-17

Mais cedo, o Fluminense venceu o rival Vasco na semifinal da Taça BH sub-17 e fará a decisão contra o Atlético-MG. Confira a comemoração dos "Moleques de Xerém":

Ceará 1 x 0 Fluminense
Data: 28/07/2018
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cartões amarelos: Edinho, Juninho Quixadá, Samuel Xavier, Cardona (CEA); Gilberto (FLU)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Leandro Carvalho, aos 40 minutos do primeiro tempo (CEA)

CEARÁ
Everson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio (Eduardo Brock) e João Lucas; Fabinho, Edinho e Cardona; Juninho Quixadá, Leandro Carvalho (Calyson) e Arthur.
Técnico: Lisca

FLUMINENSE
Júlio César, Gilberto, Digão, Gum e Ayrton Lucas; Richard, Mateus Norton, Jadson (Luciano) e Sornoza (Everaldo); Júnior Dutra (Matheus Alessandro) e Pedro.
Técnico: Marcelo Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos