Camilo faz golaço no final, Inter bate o Paraná e pressiona São Paulo

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional empatava com o Paraná até os 51 minutos do segundo tempo, mas graças a Camilo superou a retranca e venceu por 1 a 0 em jogo válido pela 19ª rodada do Brasileirão. Com a vitória, o Colorado assume provisoriamente a liderança e bota pressão no São Paulo.

A liderança provisória vem pelo saldo. Com 38 pontos, o Inter passa a torcer contra o São Paulo - que recebe a Chapecoense neste domingo (19), às 19h (Brasília), no Morumbi. Em caso de derrota do time de Diego Aguirre, o primeiro lugar é confirmado. O Flamengo, outro candidato ao topo da tabela, perdeu para o Atlético-PR em Curitiba.

O jogo do Inter teve domínio, mas a vitória só veio no final. O Paraná conseguiu amarrar o time gaúcho durante boa parte da partida, porém não levou perigo ao gol de Marcelo Lomba.

Quem brilhou: Camilo

Meia fez um golaço de falta quase no último lance do jogo. Lançado a campo na etapa final, Camilo esbanjou técnica na cobrança. Um chute fora do alcance de Richard e para salvar o Inter dentro de casa. Para bater a retranca.

Inter amassa nos números

O Internacional fechou o primeiro tempo com 81% da posse de bola, 11 chutes e 10 escanteios. Com laterais espetados, o time gaúcho se jogou para o ataque e chegou a inverter Pottker e Nico López de lado no decorrer da partida. Tudo em busca de repertório para furar a retranca.

Mas peca na pontaria

Apesar dos números impressionantes, o Inter criou pouco. Patrick, com dois voleios, e Jonatan Alvez livre dentro da área, foram as melhores chances. Em apenas uma delas o goleiro Richard impediu o gol. Nas demais, faltou precisão.

Pênalti?

Aos 28 minutos do primeiro tempo, Vilela desviou a bola com o braço dentro da área. O toque foi bem em frente ao auxiliar que atua na linha de fundo, mas a penalidade máxima não foi marcada. A jogada ocorreu na sequência de um escanteio curto cobrado por Nico López.

Paraná sofre de forma consciente

O Paraná se fechou, perdeu em quase todos os aspectos do jogo e fez isso com uma estratégia. Consciente das dificuldades, o time de Claudinei Oliveira não teve melindre em adotar a retranca e jogar por uma bola. No final do primeiro tempo ela até apareceu, mas faltou qualidade técnica para que os visitantes aproveitassem. Grampola errou.

Rossi, Camilo e Lucca

No segundo tempo o volume do Inter diminuiu, as dificuldades de ficar perto da área aumentaram e Odair Helmmann mexeu pouco depois dos 15 minutos. A primeira troca foi Rossi no lugar de Fabiano, transformando Edenilson em lateral direito. Quase 10 minutos depois, Camilo entrou na vaga de Jonatan Alvez. Essa mudança jogou Nico López para função de centroavante.

Paraná assusta e gasta tempo

Caio Henrique liderou um Paraná mais ofensivo no início da etapa final. O camisa 10 criou duas chances que assustaram o Internacional, mas essa fase mais aguda não durou muito. O que se manteve foi a postura de gastar tempo. O goleiro Richard levou amarelo por cera.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 0 PARANÁ

Data e hora: 19/08/2018 (domingo), às 11h (Brasília)
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Daniel Luís Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cartões amarelos: Jonatan Alvez, Fabiano, Nico López (INT); Igor, Rayan (PAR)
Gol: Camilo, aos 51 minutos do segundo tempo (INT)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Fabiano (Rossi), Rodrigo Moledo, Emerson Santos e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, Pottker (Lucca) e Nico López; Jonatan Alvez (Camilo)
Técnico: Odair Hellmann

PARANÁ: Richard; Júnior, Renê, Rayan e Igor; Vilela, Jhonny Lucas (Wesley) e Caio Henrique; Rafael Grampola (Rodolfo); Carlos e Silvinho
Técnico: Claudinei Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos