Botafogo quebra sequência sem vitórias e afunda o Sport na zona da degola

Do UOL, no Rio de Janeiro

Após cinco jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro, o Botafogo, enfim, voltou a vencer. Diante do Sport, o Alvinegro ganhou por 2 a 0, com gols de Carli e Aguirre.

A partida no Nilton Santos foi movimentada, mas sem muito brilho. Para os alvinegros, no entanto, mais importante foi quebrar a sequência sem cinco vitórias no Brasileiro. Já o Sport chegou ao 11ª partida seguida sem saber o que é vitória. O Bota pulou para a 11ª colocação. O Leão, com apenas 20 pontos, abre a zona da degola.

Na próxima rodada, o Bota pega o Grêmio em Porto Alegre, sábado, às 16h. O Sport, por sua vez, recebe o Paraná no domingo, 16h, na Ilha do Retiro.

Magrão salva rubro-negros

O goleiro rubro-negro Magrão foi a grande figura da partida no Rio de Janeiro. Não fosse a intervenção do camisa 1 em ao menos cinco arremates alvinegros, o placar teria sido outro no Estádio Nilton Santos.

Gilson irrita alvinegros

Não é de hoje que o lateral-esquerdo Gilson tira a torcida alvinegra do sério. Com escolhas erradas, o jogador fez os poucos torcedores presentes vaiarem o camisa 6 ainda no primeiro tempo.

Botafogo um pouco melhor

Os donos da casa tomaram as rédeas da partida desde o começo. Com o time dentro do campo do Sport, o Bota teve as melhores oportunidades para marcar, mas parou em Magrão, que fez ao menos três defesas importantes.

Na melhor das oportunidades, o veterano rubro-negro parou o ataque botafoguense duas vezes seguidas. Mais tímido, o Sport levou algum perigo apenas em bolas esticadas do lado direito, especialmente com as movimentações de Morato. Fora isso, o Leão foi uma equipe pouco efetiva no Nilton Santos na etapa inicial. 

Da metade para o fim, a partida caiu muito e foi mais marcada por faltas e reclamações do que por lances de gol.

Botafogo liquida

Os mandantes voltaram melhor na etapa final e tentaram bater o rival. Mesmo que sem grande organização, o time marcou mais presença no campo do rival e chegou ao gol.

Aos 16, Luiz Fernando cruzou na medida para Carli, que mergulhou para vencer Magrão. O Sport não mostrou poder de reação e o Botafogo quase ampliou com Brenner, que saiu na cara de Magrão e concluiu mal.

O técnico Eduardo Baptista mandou o time para frente, mas o Bota aproveitou os espaços e liquidou. Após boa tabela com Jean, Aguirre bateu rasteiro para garantir uma vitória que dá mais tranquilidade para Zé Ricardo e seus comandados.

Decisão difícil

Aos 25 do primeiro tempo, o auxiliar invalidou gol de Luiz Fernando, que chutou para a rede após jogada de Jean. Um lance difícil para a arbitragem no Nilton Santos.

Noite dos debutantes

No Botafogo, duas novidades na partida diante do Sport. No ataque, o técnico Zé Ricardo mandou a campo o recém-contratado Erik. Como Saulo sentiu um incômodo no aquecimento, o treinador teve de recorrer a Diego, 4º goleiro do elenco.

O atacante fez duas boas combinações durante o jogo e mostrou que pode ser útil ao elenco. Já Diego foi pouco experimentado pelo Sport e deu conta do recado nas poucas vezes em que foi exigido.

Sem muito apoio

A sequência ruim do Botafogo no Brasileiro se refletiu diretamente na arquibancada. Na noite deste sábado, pouco mais de 6 mil alvinegros estiveram no Nilton Santos. É bem verdade que a arquibancada não estava cheia, mas Biriba, mascote alvinegro, marcou presença e recepcionou o elenco.

Cabeça feita

O Botafogo registrou em suas redes sociais a presença de um pequeno alvinegro que tem o Botafogo na cabeça. Literalmente. Um dos mascotes que entrou em campo com o time exibiu um corte de cabelo com o escudo do clube na parte de trás. E aí, curtiu?

BOTAFOGO X SPORT

Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 25/8/2018
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel H. da Silva Andrade e Ciro Chaban Junqueira (ambos do DF)
Gols: Carli, aos 16 minutos, Aguirre, aos 38 do segundo tempo
Cartões amarelos: Dudu Cearense, Igor Rabello (BOT); Deivid (SPT)
Cartões vermelhos:

BOTAFOGO
Diego; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Gilson; Jean, Matheus Fernandes e Valencia (João Pedro); Eryk, Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão) e Brenner (Aguirre).
Técnico: Zé Ricardo

SPORT
Magrão; Gabriel, Ronaldo Alves, Durval e Ernando; Deivid (Rafael Marques), Fellipe Bastos e Marlone (Michel Bastos); Morato (Andrigo), Rogério e Hernane.
Técnico: Eduardo Baptista

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos