São Paulo reage após expulsão de Diego Souza e empata com o Fluminense

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo passou um sufoco muito maior do que o esperado na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o domingo começar com boas notícias pela derrota do Flamengo, o Tricolor poderia abrir vantagem na liderança e pressionar também o Internacional, mas uma expulsão infantil de Diego Souza fez o Fluminense crescer no Morumbi. Uma reação na raça, entretanto, evitou o pior e garantiu empate por 1 a 1.

O cartão vermelho de Diego, o mais experiente do time na ausência de Nenê, veio ainda no primeiro tempo. E, para piorar, na volta do intervalo, uma trapalhada entre Anderson Martins e Sidão resultou em gol contra do zagueiro. Diego Aguirre lançou o time ao ataque e contou com duas de suas trocas para salvar um pouco a tarde confusa: Régis, que entrou no lugar de Edimar, cruzou para Tréllez, acionado na saída de Shaylon, marcar.

Com nova rodada do Brasileirão no meio de semana, as duas equipes terão pouco tempo para treinamentos. O São Paulo viaja a Belo Horizonte para enfrentar o Atlético-MG na próxima quarta (5), no Independência. O Fluminense só atua na quinta-feira (6), no Maracanã, diante do Vitória. 

Os melhores: Tréllez e Reinaldo

Marcello Zambrana/AGIF

O São Paulo mostrou um poder de reação incrível ao ter um jogador a menos e sair perdendo para o Fluminense. A força veio muito da atuação coletiva da equipe de Aguirre, sempre muito guerreira, mas também passou pela atitude de jogadores como Reinaldo e Tréllez. O lateral-esquerdo parecia o mais indignado com o resultado e tratava de empurrar os companheiros. O colombiano entrou no mesmo ritmo e ajudou na busca pelo empate. Do lado carioca, Ayrton Lucas e o goleiro Julio Cesar foram os destaques. 

Os piores: Diego Souza e Ibañez

Marcello Zambrana/AGIF

Ainda que não jogasse mal, Diego Souza acabou contribuindo para tornar a partida dramática para o São Paulo. Na ausência de Nenê, o cérebro do time deveria ser ele. O que agrava a atitude de deixar o braço em Léo, ainda que tenha havido rigor do árbitro. Anderson Martins, com sua falha conjunta com Sidão, podem ser mencionados entre os piores. No Flu, o zagueiro Ibañez errou quase tudo o que tentou e também saiu mal do Morumbi.

Com sete desfalques, Aguirre recorre a solução de clássico

Nenê, Jucilei, Everton, Rodrigo Caio, Araruna, Arboleda e Gonzalo Carneiro desfalcaram o São Paulo neste domingo. E com tantos problemas para armar o time, o técnico Diego Aguirre precisou improvisar. Na ponta esquerda, como havia feito em clássico contra o Corinthians, decidiu usar Reinaldo, promovendo a entrada de Edimar na lateral. O camisa 14 levou perigo em bela cobrança de falta na entrada da área, já na reta final do primeiro tempo.

Ayrton Lucas é o grande nome do primeiro tempo no Morumbi

O Fluminense também tinha seus problemas. O principal deles era ausência do centroavante Pedro, mas Marcelo Oliveira perdeu ainda o zagueiro Gum e o lateral direito Gilberto. Mas se havia preocupação de ser encurralado pelo líder São Paulo, o lateral esquerdo Ayrton Lucas tratou de desafogar o time. Apesar da dificuldade para marcar Joao Rojas, ele conseguiu iniciar os melhores ataques dos cariocas, quase sempre em tabelas com Everaldo. No início da partida, sofreu uma caneta de Rojas. 

Diego Souza leva primeiro cartão no Brasileiro. E foi vermelho

Além de vice-artilheiro do time na temporada, Diego Souza se orgulhava de, pelo São Paulo, viver a fase mais disciplinada da carreira em edições do Brasileirão. Ele não havia levado nenhum cartão até este domingo, quando ergueu o braço, encostou no rosto de Léo e acabou expulso por Dewson Freitas. Uma atitude irresponsável do atacante, mas que também contou com certo rigor do árbitro, já que a partida era tranquila e foi tomada pela tensão após o vermelho.

Com um a mais, Oliveira deixa Fluminense mais ofensivo no intervalo

A expulsão de Diego Souza fez Marcelo Oliveira abrir mão de um dos três volantes escalados. Jadson, que tinha cartão amarelo, mas havia sido o responsável pela melhor chance do Fluminense no primeiro tempo, acabou sacado no intervalo. A opção foi por Júnior Dutra, atacante de origem, mas não surtiu tanto efeito. O gol do Flu foi em lance atípico, e o São Paulo mesmo com 10 manteve o equilíbrio. 

Dia desastroso dos paulistas tem até gol contra

Na volta do intervalo, Aguirre esperou apenas sete minutos para trocar Shaylon por Santiago Tréllez. O colombiano havia acabado de entrar quando uma bola longa da defesa do Fluminense fez Anderson Martins se esticar e cabecear para trás, sem equilíbrio. O toque matou Sidão, que estava saindo na cobertura, e deixou os visitantes em vantagem no placar.

Estrela de Aguirre volta a brilhar com renascimento de Régis

Marcello Zambrana/AGIF

Com o placar desfavorável, Aguirre tentou mais uma vez mandar o time para frente. Tirou o defensivo Edimar, recuou Reinaldo para a lateral e colocou Régis na direita, passando Bruno Peres para a linha ofensiva. Régis, que esteve afastado por sérios problemas pessoais, entrou para incendiar o jogo. Deu chapéu de chaleira no meio de campo, arrancou até a linha de fundo - em bola roubada após vacilo de Ayrton Lucas - e cruzou na medida para Tréllez se antecipar ao marcador e desviar de cabeça. O empate fez o Morumbi explodir e desestabilizou o Fluminense.

Reinaldo assusta em batida de falta

Trave e zagueiro evitam novo balde de água fria do Fluminense

A valentia do São Paulo assustou o Fluminense, que passou a sair jogando errado e perder a maior parte das divididas. Mas a vantagem numérica empurrou os cariocas para o ataque e proporcionou uma chance claríssima. Matheus Alessandro invadiu a área pela esquerda, bateu cruzado e acertou a trave. No rebote, Dodi encheu o pé para mandar para o gol vazio e Anderson Martins apareceu para salvar.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 x 1 FLUMINENSE

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 2 de setembro de 2018, às 16h
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Heronildo Freitas da Silva e Helcio Araujo (auxiliares)
Público total e renda: 49348 torcedores/  R$ 1.881.675,00
Cartões amarelos: Trellez, Jadson, Sornoza 
Cartão vermelho:
Diego Souza (São Paulo)

Gols: Anderson Martins (contra) aos 8min e Tréllez aos 26min do segundo tempo

SÃO PAULO: Sidão; Bruno Peres, Bruno Alves, Anderson Martins e Edimar (Régis); Hudson e Liziero (Luan); Rojas, Shaylon (Trellez) e Reinaldo; Diego Souza. Treinador: Diego Aguirre.

FLUMINENSE: Júlio César; Léo, Ibañez, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Dodi e Jadson (Júnior Dutra); Sornoza (Luciano); Everaldo e Kayke (Matheus Alessandro). Treinador: Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos