Fábio brilha, Cruzeiro segura empate e amplia crise no Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro

Botafogo e Cruzeiro empataram por 1 a 1 nesta quarta-feira, no Nilton Santos. O resultado é péssimo para os donos da casa, que afundaram ainda mais na crise que atravessa. E a ausência da vitória pode ser colocada na conta de Fábio, que fez grandes defesas e segurou o Alvinegro.

Com o empate, o Botafogo chega aos 26 pontos e assume a 14ª posição do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro volta a campo no domingo, quando encara o Fluminense, no Maracanã.

O Cruzeiro, por sua vez, soma 32 pontos e se mantém na 7ª colocação. Os mineiros recebem o Sport, no sábado, no Mineirão.

Quem foi bem? Fábio

Goleiro do Cruzeiro foi o grande nome do jogo. Fez no mínimo cinco grandes defesas e evitou a vitória do Botafogo. Atuação de gala do goleiro no Nilton Santos.

Quem foi mal? Saulo

Se o goleiro do Cruzeiro foi o destaque positivo, o do Botafogo foi o contrário. Saulo falhou ainda no primeiro tempo ao levar gol de Edilson, de muito longe. O lance foi decisivo para o resultado da partida.

Pressionado, Botafogo abre placar cedo

Pressionado pelos maus resultados, o Botafogo estava visivelmente tenso no jogo. Ligado, o Alvinegro mostrava também muita vontade em cada dividida, o que gerou boas jogadas em campo. Tanto que o time abriu o placar logo aos 10min do primeiro tempo. Rabello lançou Erik, que escorou para Luiz Fernando. O camisa 10 driblou o adversário ao dominar de peito e fuzilou o goleiro Fábio: 1 a 0.

Edílson aproveita falha de goleiro e empata com golaço de falta

Após o gol do Botafogo, a partida ficou muito pegada e sem muitas oportunidades de gols. Aos 36min, o Cruzeiro, no entanto, utilizou um de seus pontos fortes para deixar tudo igual. O lateral direito acertou um chute fortíssimo de muito longe e a bola variou bastante. Saulo se enganou com a trajetória e quando viu a bola já tinha entrado: 1 a 1.

Times diminuem pegada após intervalo

Se o primeiro tempo foi marcado pela forte pegada das equipes, o segundo foi o contrário. Os times buscavam mais a bola e tentavam jogar futebol em si. Nesse sentido o Cruzeiro, por ter mais qualidade, aparentava estar mais próximo do segundo gol.

Botafogo cresce e acerta a trave de Fábio

A partir dos 15min do segundo tempo, o Botafogo cresceu na partida e passou a pressionar o Cruzeiro. E o segundo gol só não saiu por um detalhe. Após cruzamento na área, Igor Rabello ganhou disputa e cabeceou na trave de Fábio. No lance seguinte, o goleiro fez boa defesa para evitar gol de Luiz Fernando.

Fábio brilha e evita gol de Kieza

Se o empate se manteve no placar muito se deve a Fábio. O goleiro do Cruzeiro fez pelos menos três grandes defesas e evitou o segundo gol do Botafogo. Após pegar chute de Luiz Fernando, o goleiro fez nova intervenção de puro reflexo e evitou gol de Kieza.

Além de defesas, Fábio também fez milagre

Quando o jogo se encaminhava para o fim, o Botafogo quase chegou à vitória. Marcinho cruzou, Aguirre se antecipou e tocou para o gol. A bola só não entrou porque Fábio operou um milagre. Defesa que vai para o DVD, ou Youtube.

BOTAFOGO 1 X 1 CRUZEIRO

Data e hora: 05/09/2018, quarta-feira, às 19h30 (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Rogério Pablos Zanardo (SP)
Cartões amarelo: Edílson, Bruno Silva e Henrique (CRU) Jean, Carli e Luiz Fernando (BOT)
Gols: Luiz Fernando, aos 10min, Edilson, aos 36min do primeiro tempo;

Botafogo
Saulo; Marcinho, Carli, Rabello e Moisés; Lindoso, Jean (Matheus Fernandes), Bochecha e Luiz Fernando (Ezequiel); Erik e Kieza (Aguirre)
Técnico: Zé Ricardo

Cruzeiro
Fábio; Edílson (Ezequiel), Murilo, Léo e Marcelo Hermes; Henrique, Ariel Cabral; Thiago Neves (Éderson), Rafinha e Bruno Silva (Rafael Sóbis); Raniel.
Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos