América-MG freia embalo do Ceará e empata por 0 a 0 no Independência

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Depois de vencer Flamengo e Corinthians, o Ceará teve sua reação freada pelo América-MG. No Independência, as equipes empataram em 0 a 0 depois de 90 minutos morno e com poucas chances reais de gol.

Com o resultado, o América vai aos 30 pontos, mas perde a oportunidade de subir para o oitavo lugar. Sem a vitória, o Ceará perde a chance de sair da zona de rebaixamento após 21 rodadas, e fica com 24 pontos, ainda na 18ª colocação.

No próximo final de semana, o América vai ao Rio visitar o Botafogo, enquanto o Ceará receberá o Vitória, concorrente direto na briga contra o rebaixamento.

Quem foi bem: Juninho Quixadá foi a válvula de escape do Ceará. Sua zona de atuação no campo era sempre a região que o time buscou construir suas jogadas. Centralizado ou flutuando pelos lados, foi o melhor da partida.

Ceará é mais organizado, mas América acerta a trave

Marcando a saída de bola, povoando o meio-campo e vencendo a maioria dos duelos, o Ceará apresentou maior organização na hora de descer ao ataque e foi melhor nos primeiros momentos do jogo. Apesar disso, o América melhorou a partir dos 15 minutos, equilibrou mais a partida e construiu a melhor chance até então. Na boa triangulação pela direita, Wesley chutou com perigo e carimbou a trave. Embora não tenha construído novas chances tão claras, o América terminou o primeiro tempo mais em cima e igualando as forças com o adversário visitante.

Edinho marca de cabeça, mas tem gol corretamente anulado

Ex-Flu, Grêmio e Palmeiras, Edinho é um dos homens do meio-campo do Ceará. Aos 35 anos, o volante fez um bom primeiro tempo e até marcou um bonito gol de cabeça, mas teve seu feito corretamente anulado por causa de impedimento.

Ceará volta mais intenso e ameaça por duas vezes

Os jogadores do Ceará atenderam ao pedido do técnico Lisca e voltaram mais intensos no segundo tempo. Ditando o ritmo no meio-campo, Juninho Quixadá fez ótima jogada e deixou Felipe Azevedo em boa condição de marcar, mas o zagueiro Messias afastou a bola em cima da linha. Pouco tempo depois, a dupla voltou a funcionar, e o atacante emendou um chute de primeira, parado pelo goleiro Fernando Leal.

Ritmo diminui, jogo fica amarrado e termina sem gols

A partir do momento que o América consertou seu sistema defensivo, o time da casa não passou mais sustos. Por outro lado, seguiu com dificuldades para armar bem suas jogadas. Em situação parecida, o Ceará não conseguiu mais atacar como antes, mas permaneceu seguro defensivamente. Amarrado e sem inspiração nos dois lados, a partida terminou sem gols e novas chances de perigo no Horto.

AMERICA-MG 0x0 CEARÁ

Motivo: 24ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 09/09/2018, às 16h (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Alessandro Rocha e Matos e Michael Stanislau (RS)

GOLS: - - -
Cartões amarelos: Wesley Pacheco (AMÉRICA), Tiago Alves (CEARÁ)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 4.348 presentes/36.625,00.

AMÉRICA-MG: Fernando Leal; Norberto, Messias, Paulão e Carlinhos; Leandro Donizete, David e Wesley (Wesley Pacheco, 33'2ºT); Giovanni (Lincoln, 18'2ºT), Luan e Rafael Moura (Matheusinho, 10'2ºT). Técnico: Adilson Batista.

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Felipe Jonatan; Richardson, Edinho e Pedro Ken (Arnaldo, 27'2ºT); Juninho Quixadá (Ricardinho, 27'2ºT), Calyson e Felipe Azevedo (Arthur, 15'2ºT). Técnico: Lisca.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos