Flu vence, se aproxima do G6 e afunda Botafogo na luta contra Série B

Do UOL, no Rio de Janeiro

Após três rodadas sem vitórias, o Fluminense voltou a deixar o campo com três pontos. Com um gol de Digão, o Tricolor venceu o rival Botafogo por 1 a 0, e respirou aliviado no Brasileiro.

O time foi superior ao adversário em boa parte do jogo e não correu grandes riscos no Maracanã. Mesmo sem ser brilhantes, os tricolores mostraram disposição e conseguiram neutralizar as investidas alvinegras.

O comandante tem uma rara semana livre para ajustar os problemas de seu time. Sem compromissos no meio de semana, o Tricolor, com 31 pontos na 8ª posição, só volta a campo no próximo domingo, quando o Flu encara o Atlético-PR, às 16h, na Arena da Baixada.

O Botafogo, por sua vez, se vê cada vez mais em situação complicada na luta contra a Série B. O Alvinegro soma 26 pontos e pode terminar a rodada como último time fora da zona de rebaixamento. O time recebe o América-MG, no domingo, no Nilton Santos.

Quem foi bem? Ayrton Lucas

O lateral esquerdo do Fluminense foi a grande válvula de escape do Fluminense e deu muito trabalho ao lado direito do Botafogo, com Marcinho e Matheus Fernandes. Grande partida

Quem foi mal? Marcinho

Foi totalmente o oposto do Fluminense. Se Ayrton Lucas foi o grande destaque, o lateral direito do Botafogo foi o pior em campo. Além de levar um baile na marcação, não conseguiu atacar. Peça nula.

Maracanã deserto

Feriado prolongado e os times em mau momento resultaram em um Maracanã vazio para o Clássico Vovô. Na tarde deste domingo, apenas 10.031 torcedores estiveram no estádio para assistir ao duelo entre tricolores e botafoguenses.

Que gramado é esse?

Mesmo após a concessionária que administra o estádio reformar um terço do campo, o gramado do Maracanã segue impraticável para o futebol. Com o campo irregular, a bola quica e engana os jogadores, que reclamam sucessivamente das condições

Kayke tem grande chance, mas é traído pelo gramado

Em partida intensa Fluminense teve chance claríssima para abrir o placar logo aos  3min. Dodi apareceu bem pela direita e cruzou na medida para Kayke. O centroavante se posicionou bem, mas viu a bola quicar de maneira irregular no péssimo gramado do Maracanã e passar por cima.

Botafogo encontra dificuldade para criar, e Flu abre placar

Apesar da pegada forte, o Botafogo mostrava dificuldade de ficar com a bola. Além disso, o time não conseguia oferecer perigo nos contra-ataques. Assim, o cenário ficou de pressão total para o Fluminense, que não demorou para abrir o placar. Em cobrança de escanteio, Everaldo tentou bicicleta, mas a finalização saiu torta. Digão foi esperto, se antecipou e, de biquinho, mandou para o fundo das redes: 1 a 0.

Fim do jejum

O gol de Digão contra o Bota encerrou um incômodo jejum do time, que só tinha comemorado gols feitos por jogadores adversários desde que Pedro deixou o time por lesão. Contra São Paulo e Cruzeiro, a torcida só festejou por conta de gols marcados por seus adversários. No empate por 0 a 0 contra o Vitória, os tricolores deixaram o Maracanã sem razão para festa.

Botafogo dá 1º chute a gol aos 42min

O Botafogo fez um péssimo primeiro tempo e isso ficou evidente com o simples fato de que o primeiro chute a gol do time ocorreu apenas aos 42min. Rodrigo Lindoso chegou a frente e pegou firme na bola, que tinha endereço. Julio César fez boa defesa e mandou para escanteio.

Julio César fal milagre e evita gol de Kieza

No lance seguinte, o goleiro do Fluminense voltou a entrar em ação. E foi fundamental ao operar um milagre em cabeceada de Kieza. O atacante do Botafogo apareceu livre na área e mandou para o gol. No reflexo, o camisa 1 botou evitou que a bola entrasse.

Flu aposta nos contra-ataques e fica próximo do segundo

Com a vantagem no placar, o Fluminense deu espaço para o Botafogo para apostar nos contra-ataques. O Alvinegro mesmo assim pouco chegava ao gol adversário e ainda permitia que o Tricolor oferecesse muito perigo à meta de Saulo.

Lindoso perde pênalti e sacramenta derrota

No fim do segundo tempo, o Botafogo teve a grande chance para empatar o jogo. Erik cruzou e viu a bola bater na mão de Ayrton Lucas. Na cobrança, Lindoso bateu mal e viu Rodolfo defender. No rebote, Erik ainda chutou por cima. Erros que decretaram a derrota do Alvinegro.

FLUMINENSE 1 X 0 BOTAFOGO

Data: 09/09/2018
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelo: Marcelo, Moisés, Erik e Marcinho (BOT) Luciano, Ayrton Lucas e Digão (FLU)
Gols: Digão, aos 10min do primeiro tempo;

FLUMINENSE
Júlio César (Rodolfo); Léo, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Dodi e Jadson; Luciano (Marcos Júnior), Everaldo (Matheus Alessandro) e Kayke.
Técnico: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO
Saulo; Marcinho (Luís Ricardo), Igor Rabello, Marcelo e Moisés; Matheus Fernandes (Rodrigo Pimpão), Rodrigo Lindoso, Gustavo Bochecha e Luiz Fernando (Brenner); Erik e Kieza.
Técnico: Zé Ricardo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos