Palmeiras vence, aumenta crise no Corinthians e mantém caça ao líder

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

Para os palmeirenses, não teria melhor maneira de carimbar a estreia de Jair Ventura como técnico do Corinthians. Neste domingo (9), no Allianz Parque, em São Paulo, o Alviverde derrotou o arquirrival por 1 a 0. O gol foi marcado no segundo tempo, por Deyverson. Além de ganhar moral na disputa pela título do Campeonato Brasileiro e de quebrar um retrospecto alvinegro favorável (após a conquista do Paulista e dos triunfos no nacional de 2017), o time de Luiz Felipe Scolari ajudou a aumentar a crise no adversário. 

O Palmeiras passou a somar 46 pontos na terceira colocação, apenas três a menos do que o líder Internacional  Já o Corinthians permanece com 30 pontos, muito longe da briga pelo título. De quebra, ,o jogo também teve sabor de novidade para os anfitriões. Após sete temporadas longe do clube, Felipão dirigiu o time pela primeira vez em um dérbi na nova casa, que fora inaugurada em 2014. 

Na próxima rodada do Brasileiro, o Palmeiras encara o Bahia, fora de casa, no domingo (16). No mesmo dia, o Corinthians recebe o Sport, na Arena. Antes disso, porém, as duas equipes disputam a abertura da série semifinal da Copa do Brasil, na quarta-feira (12). Em casa, o alviverde joga com o Cruzeiro, enquanto os alvinegros vão enfrentar o Flamengo, no Rio de Janeiro.     

Dudu e esquema mantido

De olho na Copa do Brasil, Felipão poupou alguns jogadores. No entanto, o treinador não deixou de escalar Weverton e Dudu para encarar o Corinthians. Com um histórico positivo contra arquirrivais, o atacante começou como titular do Palmeiras. Já pelo lado alvinegro, Jair Ventura preferiu não fazer mudanças drásticas em relação ao que Osmar Loss havia trabalhado nos últimos meses.

Nervosismo, reclamação e pouco futebol

Como de costume em clássicos, o clima era de tensão no primeiro tempo. O Corinthians adotou uma postura bastante defensiva, enquanto o Palmeiras tinha dificuldade para chegar ao gol. Desta maneira, o jogo ficou muito truncado e o que mais se viu foi reclamação com o trio de arbitragem. Lucas Lima, por exemplo, questionou a marcação de um pênalti, e depois recebeu o amarelo. 

Palmeiras pressiona

Na parte final do primeiro tempo, o Palmeiras encaixou um mais o seu jogo e teve mais chances de abrir o placar. Deyverson e Hyoran foram os jogadores que levaram mais perigo ao gol de Cássio. 

Felipão muda o time

Na tentativa de deixar o Palmeiras um pouco mais ofensivo no segundo tempo, o treinador mexeu na formação da equipe. No intervalo, ele resolveu tirar Thiago Santos para colocar Moisés. 

Alteração dá certo e placar é aberto

Com a entrada de Moisés, o Palmeiras ganhou mesmo mais força no ataque. O time pressionou e criou oportunidades. A torcida chegou até a ver dois jogadores caírem na área e reclamarem de pênalti em uma mesma jogada, mas o árbitro nada anotou. Pouco depois, a pressão surtiu o efeito esperado e a equipe da casa abriu o placar. Marcos Rocha fez a jogada pela direita e cruzou para a área, Deyverson mostrou oportunismo para finalizar para o fundo das redes. Na sequência, os alviverdes ainda ficaram perto de ampliar. Com o domínio do jogo, Dudu acertou o travessão.

Felipão expulso e clima quente 

O nervosismo não diminuiu no segundo tempo. O treinador do Palmeiras chegou a ser advertido, mas fingiu que dava bronca em um jogador. Mais tarde, não teve desculpa e ele teve de deixar o gramado mais cedo. Felipão acabou sendo expulso após reclamação com a arbitragem aos 32 minutos. Quando Deyverson foi ser substituído, houve também um princípio de confusão entre jogadores das duas equipes. Até o fim do jogo, o atacante precisou ser acalmado pelos colegas.  

Os melhores: Deyverson e Marcos Rocha

O atacante fez boas jogadas, chamou a responsabilidade, deu chapéu e fez o gol da vitória palmeirense. Já Marcos Rocha deu conta do recado na marcação e ainda foi para o ataque para servir os companheiros, como no lance do tento. 

O pior: Roger

O atacante corintiano não conseguiu dar sequência às jogadas nas raras vezes em que recebeu a bola. Para completar, ainda recebeu o cartão amarelo de maneira infantil. 

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X CORINTHIANS

Data: 9 de setembro de 2018, domingo
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro:  Jean Pierre Gonçalves Lima. (RS)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Lucas Lima, Deyverson (Palmeiras); Danilo Avelar, Roger e Ralf (Corinthians)
Cartão vermelho: Luiz Felipe Scolari (Palmeiras)
Gol: Deyverson aos 11 do 2º tempo
Público e renda: 38.568 torcedores e R$ 2.781.213,42

Palmeiras: Weverton; Victor Luis, Gomez, Luan, Marcos Rocha; Felipe Melo, Lucas Lima, Thiago Santos (Moisés); Dudu, Deyverson (Willian), Hyoran (Jean). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Corinthians: Cássio; Mantuan (Gabriel), Henrique, Léo Santos e Danilo Avelar; Ralf, Douglas, Jadson, Pedrinho (Clayson) e Romero; Roger (Jonathas). Técnico: Jair Ventura.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos