Botafogo liga alerta vermelho contra a queda com direito a cobrança em time

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO

    Elenco do Botafogo se reuniu com a diretoria antes do treinamento no Nilton Santos

    Elenco do Botafogo se reuniu com a diretoria antes do treinamento no Nilton Santos

O Botafogo teve início de Campeonato Brasileiro regular e indicava que a caminhada seria sem sustos na competição. O time, no entanto, se afundou em uma má fase após a saída de Alberto Valentim e ainda não se encontrou. O resultado é que o time teve apenas duas vitórias nos últimos quinze jogos, e a luta contra o rebaixamento virou uma realidade.

Na última terça-feira, a diretoria decidiu cobrar os jogadores publicamente. Há um consenso na cúpula do futebol que o elenco deveria estar em melhores condições no Brasileiro. Ainda mais após o investimento feito na contratação do técnico Zé Ricardo. Isso foi determinante para os dirigentes exigirem melhores resultados.

O momento de ligar o alerta vermelho deveria ter ocorrido há algumas semanas, mas o Botafogo devia alguns meses de salário e entendeu que uma cobrança naquele momento poderia prejudicar o ambiente. A dívida foi quitada há poucos dias, mas o mês de agosto venceu na última segunda-feira. A expectativa é que o pagamento ocorra até sexta-feira.

Os frequentes atrasos salariais na atual temporada também foram tema da conversa entre jogadores e diretoria antes do treinamento. Existe a insatisfação por parte do elenco, embora isso não tenha sido utilizado como desculpa para o péssimo momento atravessado pela equipe no Brasileiro.

A diretoria explicou o dinheiro do patrocínio da Caixa, que entrará de maneira parcelada na conta, fará com que o Botafogo termine o ano com todos os meses quitados, mesmo que ocorram alguns atrasos até dezembro.

O problema de fluxo de caixa se dá porque o Botafogo não pôde contar neste ano com um dinheiro que o ajudou num passado recente: luvas do contrato assinado com a Globo. Com o fim dessa verba, que deveria durar até 2020, o Alvinegro se viu em situação delicada e que piorou ainda mais com a vexatória eliminação na primeira fase da Copa do Brasil.

Além disso, o Alvinegro contava com a verba das possíveis vendas de Igor Rabello e Matheus Fernandes. Apesar de ambos estarem em alta no mercado, nenhuma proposta oficial chegou para a dupla, que poderia render até R$ 52,3 milhões aos cofres do Botafogo.

Com 26 pontos, o Botafogo ocupa a 15ª posição do Campeonato Brasileiro. O time vive péssimo momento e está apenas dois pontos na frente do Sport, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. O Alvinegro volta a campo no domingo, quando receberá o América-MG no Nilton Santos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos