Lomba diz que papo com gremistas pediu 'paz' e encerra polêmica do Gre-Nal

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Pedro Vale/AGIF

    Marcelo Lomba encerrou polêmica com jogadores do Grêmio após clássico

    Marcelo Lomba encerrou polêmica com jogadores do Grêmio após clássico

O goleiro Marcelo Lomba afirmou que o bate-papo entre jogadores de Inter e Grêmio pediu 'exemplo' para os torcedores. Preocupados com o tom das provocações do Grêmio desde o fim do ano passado, um grupo de jogadores vermelhos falou informalmente com os adversários pedindo controle de provocações de olho em alguma repercussão que isso pudesse ter. E a enxurrada de críticas e palavras ríspidas de Maicon na terça-feira não tiveram resposta. 

"Quem estava na conversa, não foi uma conversa, e quem estava sabe o que foi falado. Ali foi uma conversa para ter um exemplo bom, que valoriza as famílias, as crianças, futebol de paz. Dentro de campo vai ter disputa, eu goleiro se tiver que quebrar a cara, por a cabeça na bola, quem estava na conversa sabe o que foi falado. Essa é a postura do Inter. O que acontece no vestiário e em campo é ali, na zona mista, o Inter foi pro vestiário dele. Essa é a postura do Inter em todo campeonato. Trabalho, humildade e dedicação que não vai mudar", disse. 

O UOL Esporte informou em maio que os jogadores do Internacional requisitaram uma trégua no tom das palavras gremistas. Segundo Maicon, na terça-feira, isso não foi aceito. 

"Eu falo com bastante calma, tento ser bastante ponderado na minha maneira de ser. Procuro como testemunho, ser a mesma pessoa que dá entrevista, anda na rua, vai a campo como goleiro do Inter. E a gente o que pode levar de lição do Gre-Nal é da parte tática como pudemos atuar bem e seguro, do time como dedicação e exemplo de disputa, tivemos um primeiro tempo muito aguerrido, até pouco futebol. E no segundo tempo o Inter prevaleceu, soube ter o controle do jogo, criou chances, o que podemos levar foi uma grande atuação de um time sólido, seguro, humilde, e que sabe onde quer chegar e ainda não chegou", disse. "Quando eu venho aqui, eu sou apenas o Marcelo Lomba, um cara totalmente da paz. O Grêmio tem as competições deles, nós as nossas. Mas as nossa mensagem é essa. Dividir, comemorar com a torcida. Fora de campo é paz, as torcidas em comunhão, cada um faz a sua festa e aqui os jogadores darão seu melhor dentro de campo", completou.

Lomba atribuiu as palavras de Maicon a uma tentativa de 'tirar o foco' do Internacional, que está em primeiro na classificação do Brasileiro. 

"O Inter vem numa caminhada boa, as instituições vão tentar fazer de tudo para tirar o nosso foco, mas não vamos perder nosso foco. É bom responder da Chapecoense, nosso foco do Inter é esse", falou. "O Inter só tem uma mensagem, um discurso: primeiro, o Inter é grande, exemplo para crianças, famílias, o que acontece dentro de campo fica dentro de campo. O Inter trabalha muito quer chegar longe, este é o nosso discurso, não temos outro papo, outro discurso, virou a página, é Chapecoense, estamos felizes, mas não ganhamos nada, só temos este discurso", finalizou. 

O Inter, então, encerra a polêmica com Grêmio e diz pensar unicamente em sua campanha e na partida contra a Chapecoense, segunda-feira, às 20h (de Brasília), na Arena Condá. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos