Nunes aproveita vitória do Atlético-PR para pedir paciência com Petraglia

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

A vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense encerrou uma série de três partidas sem vitórias do Atlético-PR. Foi o sétimo triunfo seguido em casa, uma sequência que tirou o time da zona de rebaixamento após a Copa do Mundo. Para o técnico Tiago Nunes, um alívio após as derrotas fora de casa para Palmeiras, Atlético-MG e Chapecoense.

"A vitória valeu três pontos. Mas a gente tem a consciência que, com o calendário tão apertado, hoje foi o terceiro jogo em uma semana, e isso implica numa doação, num nível de concentração e numa força mental muito grande", disse o treinador, que defendeu o elenco: "Eles estão se esforçando muito para conquistar resultados. Às vezes não vem, mas temos que saber que temos time, temos trabalho, temos apoio, temos condições de conquistar uma posição melhor na tabela."

Nunes também aproveitou o prestígio em alta para falar sobre as vaias da torcida contra alguns jogadores, em especial Guilherme, e contra o presidente do conselho deliberativo Mario Celso Petraglia.

"Não concordo com a reação do torcedor, acho ela desproporcional, como já aconteceu com outros jogadores do Atlético, como o Léo Pereira, o Zé Ivaldo... acho que tem que ter um respeito com todos que estão ali. Inclusive com o nosso presidente, acho que tem que ter um respeito maior, por que a gente aqui defende a mesma camiseta, o mesmo escudo. Entendo que tenham outras razões para as pessoas ficarem chateadas, mas o apoio é fundamental. Se trabalharmos juntos, a gente consegue fazer o Atlético dar um salto e mudar efetivamente de rumo", declarou.

Embora o time tenha reagido na tabela, o descontentamento de setores da torcida com Petraglia tem origem nas políticas de relacionamento com o torcedor, em especial as restrições à torcida organizada e o modelo de "torcida única" adotado na Arena da Baixada. No jogo com o Fluminense, apenas 10.343 torcedores estiveram presentes.

Na quarta-feira (19) o Atlético encara o Caracas, da Venezuela às 19h30, na primeira partida da fase de oitavas de final da Copa Sul-Americana, em jogo no país vizinho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos