Chapecoense marca nos acréscimos e vence Atlético-MG pelo Brasileirão

Do UOL, em Belo Horizonte

A Chapecoense venceu o Atlético-MG por 1 a 0, com gol de Doffo nos acréscimos do segundo tempo, na tarde deste sábado (6), na Arena Condá, em Chapecó, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ambos os times tiveram poucas chances de marcar, mas o mandante aproveitou brecha pelo lado direito para deixar a sua marca no confronto.

Com o resultado, o Galo ocupa a sexta colocação do torneio nacional, com 45 pontos, seis a mais que o Santos, sétimo. A Chape, por sua vez, está na 14ª posição, com 31. O time de Santa Catarina fica um à frente do Vasco, primeiro da zona de rebaixamento.

O melhor: Doffo marca no fim e decide em prol da Chapecoense

Doffo foi o principal nome da Chapecoense e da partida ocorrida na tarde deste sábado (6) na Arena Condá. O meia-atacante fez um jogo razoável durante os 90 minutos, criando algumas jogadas. Ele foi o terceiro que mais acertou passes pela Chape no confronto - 22 ao todo. Mas o que o consagrou como principal nome da partida foi o gol nos acréscimos.

Os piores: Chará fica apagado, e Diego Torres deixa campo mais cedo

Yimmi Chará voltou a fazer um jogo ruim pelo Atlético-MG. O atacante teve dificuldades no setor de criação e não usou a velocidade que está acostumado para chegar ao setor ofensivo. Pelo contrário. Foi presa fácil para a marcação do rival e ficou entre os que mais sofreu desarmes no confronto. O jogador colombiano teve a bola roupada em seis chances no duelo.

Único homem de criação do meio de campo da Chapecoense, Diego Torres não rendeu o que se esperava dele na partida ocorrida na Arena Condá. Facilmente marcado pelo trio de volantes do Atlético, o camisa 72 foi quem mais sofreu desarmes pela Chapecoense - cinco ao todo - e acabou substituído por Yann  Rolim no intervalo do confronto. A atuação do meia-atacante não agradou ao técnico Guto Ferreira.

Substituto de Maidana, Gabriel vai bem e tem melhores chances do Galo

Gabriel fez uma boa partida contra a Chapecoense na tarde deste sábado (6). Escolhido por Thiago Larghi para a vaga do zagueiro, suspenso pelo acúmulo de cartões, o jovem Gabriel fez uma partida segura no campo defensivo. No ataque, teve as melhores chances de gol da equipe mineira. Em duas bolas aéreas, ele levou muito perigo ao gol do time de Santa Catarina.

Ousado, Emerson cria boas chances pelo lado direito

O golaço feito contra o Sport foi só uma amostra do que Emerson pode fazer pelo Atlético-MG. O lateral direito voltou a jogar bem em mais uma partida com as cores do time mineiro. Com muita velocidade e lances plásticos, o jogador criou oportunidades de estufar a rede do adversário, mas parou na boa defesa da Chapecoense. O atleta foi o grande nome do confronto ocorrido na tarde deste sábado (6) na Arena Condá.

Chapecoense perde Elicarlos muito cedo e precisa mudar time

Responsável pela saída de bola da Chapecoense, Elicarlos se lesionou logo nos minutos iniciais da partida. O volante sofreu um problema muscular e precisou ser substituído nos minutos iniciais do confronto. Amaral entrou em seu lugar, o que fez com que o mandante encontrasse dificuldades para sair jogando.

Denilson faz 1º jogo como titular, mas não rende pelo Galo

Presente em 79 minutos pelo Atlético-MG até o jogo deste sábado (6), Denilson finalmente entrou em campo como titular. O que foi visto, porém, não agradou. O atacante chutou apenas uma vez. A finalização, porém, foi longe da meta defendida por Jandrei. Ele ainda cometeu equívocos em lances cruciais. Em alguns, optou por driblar em vez de finalizar O atleta de 23 anos deve retomar a condição de reserva assim que Ricardo Oliveira se recuperar do problema clínico que o tirou de campo neste fim de semana.

Leonardo Silva completa 350 jogos pelo Atlético-MG

No Atlético-MG desde 2011, Leonardo Silva completou na tarde deste sábado (6) 350 jogos com a camisa do clube. O defensor de 39 anos, é o atleta mais longevo do atual elenco. O veterano que tem contrato até dezembro deste ano foi homenageado pela diretoria antes do confronto ocorrido na Arena Condá. Apesar da idade avançada, o ídolo já conversa com a cúpula para renovar o seu vínculo até o fim da próxima temporada. A ideia é dar mais um ano de compromisso ao atleta na equipe de Belo Horizonte.

Leandrinho disputa segundo jogo pelo Galo e chuta 1ª ao gol

Atacante de origem, Leandrinho pouco acrescentou ao Atlético-MG desde que chegou. O atacante de 19 anos foi acionado e entrou na vaga de Luan, no início do segundo tempo. Mas não rendeu o esperado. Ele deu seu primeiro chute a gol com as cores do clube no confronto e exigiu boa defesa de Jandrei. A sua atuação, entretanto, não foi convincente mais uma vez.

Ficha técnica
Chapecoense x Atlético-MG

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 6 de outubro de 2018 (sábado)
Horário: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP)

Cartão amarelo: Doffo, Eduardo, Bruno Pacheco (Chapecoense); David Terans, Elias (Atlético-MG)

Gol: Doffo - 47'/2ºT (1-0)

Chapecoense
Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos (Amaral), Barreto e Diego Torres (Yann Rolim); Doffo, Vinicius (Bruno Silva) e Leandro Pereira.
Técnico: Guto Ferreira.

Atlético-MG
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; José Welison, Elias, Matheus Galdezani (David Terans) e Luan (Leandrinho); Yimmi Chará (Tomás Andrade) e Denilson.
Técnico: Thiago Larghi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos