Palmeiras se aproxima de série invicta que veio no ano do título brasileiro

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Palmeiras foi campeão brasileiro em 2016

    Palmeiras foi campeão brasileiro em 2016

A arrancada do Palmeiras rumo à liderança do Campeonato Brasileiro foi impulsionada por uma sequência invicta impressionante sob o comando de Felipão. O alviverde não perde há 13 rodadas e pode ampliar essa marca no próximo domingo (14), quando enfrenta o Grêmio no Pacaembu. Na última vez em que o time teve uma invencibilidade tão grande na competição, a história teve final feliz: foi na campanha do título em 2016, quando a equipe passou 15 jogos seguidos sem perder.

Naquela ocasião, o time de Cuca emendou a série invicta em um momento um pouco mais tardio do Brasileirão, até perder do Santos no final de outubro. Outra diferença é que o Palmeiras já estava na briga pela liderança quando começou a engatar uma vitória atrás da outra. Desta vez, o time de Felipão nem figurava entre os postulantes ao título quando a sequência de resultados positivos começou. Aos poucos, foi subindo, até tomar de vez o primeiro lugar há duas rodadas.

Esse contexto reforça a importância de Scolari para que o Palmeiras se recolocasse na disputa de um título que parecia perdido há dois meses. O treinador estabilizou o sistema defensivo, grande alvo de críticas sob o comando de Roger Machado, simplificou a forma de atacar sem perder efetividade, recuperou o rendimento de jogadores importantes e transformou positivamente o ambiente do clube, justamente algo que era buscado pela diretoria quando decidiu fazer a troca.

Além disso, Felipão e sua comissão técnica têm espantado uma fama que se criou em torno do treinador ao longo de sua carreira: a de que ele seria um especialista em mata-matas, mas que não se daria tão bem em campeonatos de pontos corridos. É verdade que as principais conquistas de seu currículo vieram em torneios eliminatórios, mas ele vem de três títulos consecutivos na China no formato de "todos contra todos" e tem a possibilidade de conquistar mais um em 2018, desta vez pelo Palmeiras.

Para isso, regularidade é fundamental. E é exatamente essa qualidade que Felipão conseguiu inserir em um time que tinha fases de ótimo futebol com Roger, mas também períodos de instabilidade e insegurança. E tudo isso rodando o elenco, usando na maioria das vezes um time considerado reserva no Brasileirão, mas que na prática apresentou um futebol tão consistente quanto os titulares.

Se passar sem derrota pelos duelos contra Grêmio e Ceará nas duas próximas rodadas, Scolari terá igualado a série invicta de 15 jogos da campanha do último título brasileiro. O próximo teste é domingo, contra o time gaúcho. Felipão ainda não sabe se terá os laterais Mayke e Diogo Barbosa, suspensos pelo STJD pelas expulsões na Copa do Brasil, mas que ainda podem ser liberados por efeito suspensivo. Alguns desfalques certos são Victor Luís e Felipe Melo, suspensos, Marcos Rocha, lesionado, e Borja, com a seleção colombiana.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos