Bahia bate Paraná, volta a vencer após 5 rodadas e respira no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

Foi preciso muita insistência, mas o Bahia conseguiu vencer o Paraná por 2 a 0 neste sábado (13), no Pituaçu, e ganhou fôlego na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Pela 29ª rodada, Vinícius fez os dois gols na reta final da partida.

A vitória é importante para o Bahia manter vantagem sobre a zona de rebaixamento. O time volta a vencer após cinco rodadas e chega a 34 pontos, quatro acima do 17º colocado Ceará. Já o Paraná Clube, virtual rebaixado, ocupa a lanterna com 17 pontos. Na próxima rodada, o Bahia visita o Botafogo no sábado (20), um dia antes de o Paraná receber o Flamengo. 

Quem foi bem: Vinícius entra e decide

O meia entrou a vinte minutos do final e mostrou estrela. Cobrou uma falta com perfeição para abrir o placar aos 40 minutos e pouco depois, aos 44, aproveitou sobra de bola dentro da área para mandar de primeira e ampliar. 

Quem foi mal: Deivid perde chances que custam caro

O atacante do Paraná foi voluntarioso, é verdade, mas errou duas bolas dentro da área que poderiam ter dado outro tom à partida. Ainda no primeiro tempo, perdeu gol cara a cara com o goleiro do Bahia; depois matou ótimo contra-ataque ao forçar um passe para Rafael Grampola bater prensado.

Bahia é envolvente sem dominar o jogo

É fato que o Tricolor de Aço foi quem mais propôs futebol no confronto, mas também esteve desprotegido defensivamente e só por sorte não saiu atrás no placar. Teve boa velocidade e foi envolvente pelos lados do campo, o que rendeu boas chances, mas faltou precisão nas finalizações. Não fosse a noite inspirada de Vinícius, o resultado provavelmente seria outro.

Paraná deixa jogar e tenta responder

Claudinei Oliveira montou um time ardiloso, ciente de suas dificuldades de marcar mas ousado para contra-atacar com perigo. O Paraná Clube segue frágil defensivamente, dando espaços demais, mas compensa os sustos que toma com os contragolpes que dá. O problema maior é a falta de capricho dentro da área; e o desperdício de chances explica em boa parte a situação delicada da equipe.

Bahia começa nervoso e toma susto

Faltou calma ao time da casa no início do jogo. Apesar de ter maior posse de bola, o Bahia demorou para entender o que precisava fazer com ela e nesse período quase sofreu um gol. Em ótima triangulação pelo meio, aos 15 minutos, Alex Santana deixou Deivid em ótimas condições, mas o atacante paranista chutou em cima do goleiro Douglas.

Chances dos dois lados

O decorrer do primeiro tempo opôs duas estratégias distintas. Enquanto o Bahia valorizava a bola e se propunha a pensar cada jogada — às vezes até demais —, o Paraná apostava na velocidade e na empolgação. Uma boa jogada trabalhada pelo time da casa terminou em cabeceio perigosíssimo de Ramires, que saiu rente ao travessão. Do outro lado, Deivid desperdiçou contra-ataque dando passe longo demais para Rafael Grampola.

Jogo aberto ganha emoção na reta final

A partir do intervalo, o Bahia se lançou mais ao ataque e por consequência deu mais espaço ao adversário. O Paraná Clube seguiu em sua sina de criar poucas chances e desperdiçar bizarramente todas estas poucas chances. À medida que o tempo passava e a torcida se irritava no Pituaçu, o jogo ficou mais corrido. Principalmente porque Enderson Moreira mandou o Bahia à frente ao tirar o lateral Bruno e colocar o meia Vinícius, autor dos dois gols na reta final.

Ficha Técnica

Bahia 2 x 0 Paraná

Data: 13 de outubro de 2018
Local: Estádio Pituaçu, Salvador-BA
Hora: 21h00 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS)
Cartões Amarelos: Zé Rafael (Bahia); Juninho, Andrey e Jhony (Paraná)
Cartão Vermelho: não houve

Gols: Vinícius, aos 40 e aos 44 minutos do segundo tempo

Bahia: Douglas; Bruno (Vinícius), Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Flavio, Gregore, Elber (Nilton), Ramires e Zé Rafael (Edigar Junio); Gilberto. Treinador: Enderson Moreira.

Paraná: Richard; Junior (Jhony), Renê, Rayan e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana, Deivid (Andrey), Silvinho (Nadson) e Juninho; Rafael Grampola. Treinador: Claudinei Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos