Grêmio sai atrás, mas busca empate com América-MG em jogo sonolento

Do UOL, em Porto Alegre

Grêmio e América-MG empataram em 1 a 1 num jogo sonolento na tarde deste sábado (20) no estádio Independência, em Belo Horizonte. O time gaúcho usou reservas, pois dá prioridade à Libertadores e na terça-feira inicia semifinal contra o River Plate na Argentina. Juninho fez o gol dos mineiros e Jean Pyerre o gremista, pela 30ª rodada do Brasileiro.

Foi o América-MG quem saiu na frente e foi melhor no primeiro tempo. Porém, a partir da tentativa de se fechar de Adílson Batista e do crescimento da equipe de Renato Gaúcho, um pênalti determinou o empate.

Com 52 pontos, o Grêmio permaneceu um atrás do São Paulo, que empatou com Atlético-PR. É quinto colocado. Já o América-MG pode terminar a rodada na zona de rebaixamento. Com 34 pontos, o Coelho entra no Z-4 se o Ceará vencer o Palmeiras e o Vitória bater o Corinthians. E pode até ser ultrapassado pela Chapecoense, caso o time de Santa Catarina goleie o Cruzeiro. Todos os jogos são no domingo. 

O foco gremista agora é a Libertadores. Às 21h45 (de Brasília) de terça, o duelo com o River Plate em jogo de ida da semifinal no estádio Monumental de Núñez. Pelo Brasileiro o próximo confronto será com o Sport. Já o América-MG atuará apenas no próximo sábado contra Chapecoense, em Santa Catarina.

Foi bem: Não fosse Paulo Victor...

O time reserva do Grêmio foi dominado pelo América-MG no primeiro tempo. E se não fosse Paulo Victor, o quadro seria bem pior. O goleiro fez ao menos três defesas difíceis no jogo, sendo pouco auxiliado por seu sistema defensivo.

Foi mal: Aderllan comete pênalti infantil

O América-MG defendia o resultado e estava seguro na partida. Até Aderllan dar um carrinho em Juninho Capixaba dentro da área, cometendo um pênalti claro em uma jogada que pouco perigo traria pela quantidade de defensores dentro da área. A penalidade convertida por Jean Pyerre foi o empate gremista. 

Madson dá espaço, Kaio ajuda pouco e América-MG marca

Com dois jogadores para atuar pela esquerda, o América-MG elegeu as costas de Madson como espaço para atacar. E por ali criou bastante. Tanto forçou com a dupla Giovani e Gerson Magrão que conseguiu marcar com Juninho após dois cruzamentos por ali. Madson, sem o devido auxílio de Kaio, visivelmente deslocado na função de extrema direita, foi vítima fácil das rápidas tramas do time da casa.

América-MG muda formação para criar mais

O América-MG surpreendeu na escalação. Em vez de optar por Ruy na armação, Adílson Batista colocou Giovani, que é lateral de origem, no meio-campo. Ele estava aberto pela esquerda, com Matheusinho na direita e Luan solto com Gerson Magrão pelo centro para criar. A ideia era gerar desequilíbrio na defesa gremista e até deu certo em alguns momentos com boas conclusões e cruzamentos.

Grêmio usa reservas e muda escalação

De olho na partida da próxima terça-feira contra o River Plate, semifinal da Libertadores, o Grêmio optou por um time totalmente reserva. E ainda surpreendeu na escalação. Renato Gaúcho utilizou Marcelo Oliveira e Juninho Capixaba, ambos laterais esquerdos, juntos. E três atletas que originalmente são volantes no meio. Mas o desenho tático seguiu o padrão da equipe. No 4-2-3-1, o treinador usou Capixaba como extrema da esquerda, Kaio, um dos volantes, foi extrema da direita. A criação ficou com Jean Pyerre e Thonny Anderson foi o centroavante. Criando pouco, o Tricolor se limitou a pedir pênalti em uma rara chegada no primeiro tempo.

Adílson se fecha e sofre empate

No segundo tempo, foi o Grêmio que passou a pressionar. Por isso, o técnico Adílson Batista mudou sua ideia tática. Tirou o atacante Luan e colocou o meia Ruy para reaver a posse e apostar nos lançamentos para Matheusinho em contra-ataque. E ainda sacou Juninho para colocar Leandro Donizette, se fechando ainda mais. Porém não tinha nem dois minutos do volante experiente em campo que o gol de empate aconteceu. Em seguida Adílson precisou queimar a última troca colocando Rafael Moura na vaga de Gerson Magrão e jogando o time para o ataque novamente. 

Renato Gaúcho abre mão de dupla de laterais e Grêmio empata

Após começar o jogo com dois laterais esquerdos, improvisando Juninho Capixaba como extrema, o técnico Renato Gaúcho percebeu que o rendimento não era satisfatório por ali e abriu mão da inovação. No início da etapa final promoveu a entrada de Pepê para ganhar ofensividade, sacou Marcelo Oliveira e recuou Capixaba para a defesa. 

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 1 GRÊMIO
Data
:20/10/2018 (Sábado)
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse
Gols: Juninho, do América-MG, aos 36 minutos do primeiro tempo; Jean Pyerre, do Grêmio, aos 19 minutos do segundo tempo; 

AMÉRICA-MG
João Ricardo; Aderllan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Zé Ricardo, Juninho, Giovanni, Matheusinho e Gérson Magrão (Rafael Moura); Luan (Ruy).
Técnico: Adílson Batista

GRÊMIO
Paulo Victor; Madson, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira (Pepê); Kaio (Douglas), Michel, Matheus Henrique, Jean Pyerre (Vico), Juninho Capixaba; Thonny Anderson.
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos