Inter empata com Santos após lambança da defesa e vê Palmeiras mais longe

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

O Internacional viu crescer a distância para o líder do Palmeiras na conclusão da 30ª rodada do Brasileiro. Com uma lambança da defesa e polêmica de arbitragem, o Colorado empatou por 2 a 2 com o Santos nesta segunda-feira (22), no Beira-Rio. Patrick e Damião marcaram para o Inter, Fabiano, contra, e Gabigol fizeram para o Santos.

O segundo tempo foi agitado. Primeiro, um gol de Leandro Damião foi anulado pela arbitragem depois de seis minutos de jogo parado e muita polêmica. Seria 2 a 1 para o Inter. O time gaúcho até conseguiu marcar em seguida, mas uma lambança da zaga após defesa parcial de Marcelo Lomba resultou no segundo gol santista, contra de Fabiano.

Com o resultado, o Internacional chegou aos 57 pontos e vê o Palmeiras mais longe. Agora a diferença para o líder do campeonato está em cinco pontos. E o segundo lugar ficou com Flamengo, que soma 58. Já o Santos chega a 43 e é sétimo na classificação.

O Internacional pega o Vasco na próxima sexta-feira. Já o Santos terá pela frente o Fluminense no sábado.

Foi bem: Patrick volta a marcar após dois meses

Patrick voltou a marcar. O volante do Internacional aproveitou-se de um contra-ataque para colocar na rede o segundo gol do Inter. Ele não marcava desde 22 de agosto, contra o Bahia. 

Foi mal: Fabiano falha em gol do Santos

Fabiano fazia bom jogo, mas falhou num lance crucial da partida. Tentou proteger uma bola que poderia ter afastado e acabou marcando contra. 

Gol anulado faz jogo parar por seis minutos

Aos 6 minutos do segundo tempo, um gol anulado do Internacional fez o jogo ficar parado por seis minutos. Damião aparou uma bola que veio de uma dividida entre Sanchez e Cuesta e fez o gol. Mas a arbitragem assinalou impedimento. Depois de consultar todos os auxiliares para saber quem deu o passe, o árbitro manteve a decisão de não considerar gol.

Artilheiro do Brasileiro encontra espaços e faz golaço no segundo tempo

Gabigol encontrou espaço para jogar. Posicionado em frente à linha defensiva do Inter, evitou confronto direto com Cuesta e Moledo, mas utilizou os metros existentes pela esquerda defensiva gaúcha. Deu dor de cabeça a Iago e ganhou principalmente jogadas em contra-ataque. Numa delas, no primeiro tempo, acertou a trave. E no segundo marcou um golaço, com chute em curva, para empatar o jogo. 

Santos adianta marcação e tira saída de bola do Inter

Cuca adiantou a marcação do Santos. Ao contrário da maioria dos times visitantes, sua equipe avançou as linhas e marcou o Internacional no seu campo de defesa. Assim, tirou a saída de bola da equipe gaúcha e desabasteceu o setor ofensivo. Deu certo, tanto que poucas foram as vezes em que o time visitante foi ameaçado. Domínio, por exemplo, inexistiu. Ofensivamente, o time paulista apostou no contra-ataque, sempre na velocidade de Rodrygo e Gabigol.

Sem espaços, Inter investe em lançamentos para Damião

A conduta do Santos gerou repercussão imediata no Inter. Sem conseguir trocar passes e chegar com qualidade na frente, o Colorado abusou da força física de Leandro Damião. Ele foi procurado com repetidos lançamentos longos para disputa direta com os zagueiros. Ganhou alguns, perdeu outros, mas foi pouco perto do que o time vermelho costuma criar em casa. A partir dos 40 minutos, porém, as oportunidades apareceram e não tardou para Damião abrir o placar.

Tite nos camarotes

O técnico da seleção brasileira, Tite, esteve em um dos camarotes do Beira-Rio acompanhando a partida entre Internacional e Santos. Entre os possíveis selecionáveis em campo, o centroavante Gabigol, o atacante Rodrygo, ambos do Santos, e o volante Rodrigo Dourado, do Inter.

Santos atrasa, mas jogo começa na hora

O Santos atrasou-se para chegar ao Beira-Rio. Hospedado na zona norte, precisou cruzar Porto Alegre em horário de trânsito carregado e chegou apenas meia hora antes do início da partida. Sem aquecer no campo, o time paulista não forçou atraso do jogo, mas teve preparação prejudicada.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 2 SANTOS
Data
: 22/10/2018 (quarta-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer
Renda: R$ 1.082.715,00
Público: 43.159 (total)
Cartões amarelos:  Nico López (INT); Gustavo Henrique (SAN), Bruno Herique (SAN), Victor Ferraz (SAN);  
Gols: Leandro Damião, do Inter, aos 41 minutos do primeiro tempo; Gabigol, do Santos, aos 4 minutos do segundo tempo; Patrick, do Inter, aos 25 minutos do segundo tempo; Fabiano, contra, para o Santos aos 34 minutos do segundo tempo; 

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Fabiano (Jonatan Alvez), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago (Wellington Silva); Rodrigo Dourado, Patrick, Edenílson, D'Alessandro e Nico López; Leandro Damião (Rossi).
Técnico: Odair Hellmann

SANTOS
Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Dodô; Alison (Derliz González), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Bruno Henrique (Renato), Gabigol e Rodrygo (Bryan Ruiz).
Técnico: Cuca

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos