Bahia vence a Chape pela primeira vez e se afasta da zona de rebaixamento

Do UOL, em São Paulo

O Bahia conseguiu um feito inédito na noite deste domingo (4) e está cada vez mais longe da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Ao vencer a Chapecoense pela primeira vez na história por 1 a 0, com gol de Élber na etapa final do jogo realizado na Fonte Nova, em Salvador (BA), a equipe abre seis pontos da degola.

Até aqui, eram seis jogos entre os clubes, com três vitórias da Chape e três empates. Com o resultado, o Tricolor alcança o 11º lugar na tabela do Brasileirão, com 40 pontos. Já a Chape, estacionada nos 34, fica com a 18ª posição, podendo virar penúltimo colocado caso o Sport vença o Ceará nesta segunda-feira (5).

Na próxima rodada, o Tricolor faz clássico contra o Vitória no Barradão. A Chapecoense, na briga para não cair, visita o Santos no Estádio do Pacaembu.

O melhor: Élber decide a partida

Felipe Oliveira / EC Bahia

Em um jogo sem muita emoção principalmente na etapa final, o autor do gol que deu mais três pontos ao Bahia no Brasileirão fica com o destaque por decidir a partida. No lance crucial, o atacante demonstrou tranquilidade e tirou o zero do placar.

O pior: Lucas Fonseca

O zagueiro foi pouco exigido pelo ataque adversário, mas não esteve em um dia bom quando precisou entrar em cena. Além de ver Leandro Pereira desperdiçar uma oportunidade após infiltrar em suas costas, atrapalhou-se em uma saída de bola e teve que parar Wellington Paulista com falta. Advertido com cartão amarelo justamente neste lance, acabou deixando o gramado no intervalo para a entrada de Douglas Grolli.

Élber abre o placar na Fonte Nova

O gol não teve assinatura de Zé Rafael, mas os méritos precisam ser divididos com ele. O principal jogador tricolor recebeu na entrada da área, livrou-se de dois marcadores e deixou o atacante na boa para marcar. Com tranquilidade, Élber tocou na saída de Jandrei e balançou as redes.

Como assim, Edigar?

O Bahia começou a partida com tudo, empurrando e pressionando o adversário. Só não abriu o placar aos seis minutos da etapa inicial porque Edigar Junio perdeu uma chance incrível embaixo da trave. Após Jandrei rebater uma pancada de Grégore de fora da área, o atacante, em posição legal, mandou para fora e frustrou a maioria da torcida presente.

Pouco depois, foi vez de Zé Rafael perder o seu, mas em um lance muito mais complicado. O meia tentou completar de primeira um cruzamento de Léo Pelé, mas a bola saiu à esquerda do gol.

Chape demora, mas chega com perigo

Demorou para os visitantes incomodarem Douglas. Porém, quando o fizeram aos 42 e 43 minutos da primeira etapa, levaram muito perigo com Leandro Pereira. Na primeira, o atacante recebeu passe em diagonal e tocou mal na saída do goleiro, mandando para fora. Depois, carimbou a trave com um belo chute de esquerda.

Sai daí, Edigar...

A sorte parecia não estar com o atacante baiano, pelo menos no começo do jogo. Depois de perder um gol incrível, deu uma "de zagueiro" e impediu que o companheiro Zé Rafael fosse às redes. Mas por puro azar. Ramires cobrou escanteio pela esquerda e, depois de ninguém desviar, o meia chapou para o gol. A bola ia entrando quando acertou, no susto, o camisa 11 do Bahia.

Jandrei quase estraga festa por 100 jogos

Titular absoluto no gol da Chape, Jandrei teve um dia especial neste domingo por completar 100 jogos com a camisa da equipe catarinense. Acontece que, por pouco, o arqueiro não estragou a própria festa em trapalhada em saída de bola.

Homenagem ao mês da Consciência Negra

Como o próprio Bahia havia divulgado no último sábado (3), os atletas entraram em campo na Fonte Nova com nomes diferentes em suas camisas para realizar uma ação que destaca o início do mês da Consciência Negra. Ao todo, 20 nomes foram homenageados pelos jogadores no duelo.

Ficha técnica

Bahia 1 x 0 Chapecoense

Data: 4 de novembro de 2018
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Alex Ang Ribeiro
Cartões amarelos: Lucas Fonseca (Bahia); Bruno Pacheco (Chapecoense)

Gol: Élber, aos 21 minutos do segundo tempo.

BAHIA: Douglas Pires; Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca (Douglas Grolli) e Léo Pelé; Grégore, Nilton, Ramires e Zé Rafael; Élber (Flávio) e Edigar Junio (Júnior Brumado).
Técnico: Enderson Moreira.

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Fabricio Bruno, Douglas e Bruno Pacheco; Canteros (Yann Rolim), Amaral e Barreto (Bruno Silva); Osman (Doffo), Leandro Pereira e Wellington Paulista.
Técnico: Claudinei Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos