Atlético-PR derrota o Corinthians em casa e mantém chances de alcançar G-6

Do UOL, em São Paulo

O Atlético-PR manteve a boa fase no Brasileirão ao derrotar o Corinthians por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada. O resultado mantém o time paranaense com chances de alcançar uma vaga na Libertadores. O único gol do duelo foi marcado pelo zagueiro Léo Pereira, na etapa final.

Com a 12ª vitória seguida como mandante no Campeonato Brasileiro - um recorde na era dos pontos corridos -, o Atlético-PR chegou aos 53 pontos, três a menos que o Atlético-MG, o sexto colocado.

O Corinthians, por sua vez, foi derrotado pela 15ª vez no Brasileirão e estacionou nos 43 pontos, seis a mais que o América-MG, o primeiro time da zona de rebaixamento. A equipe do técnico Jair Ventura ocupa a 12ª posição e pode perder a posição para o Fluminense, que entra em campo nesta quinta-feira para medir forças com o Bahia fora de casa.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo para enfrentar a Chapecoense. O jogo será em Itaquera e terá início às 19h (de Brasília). Já o Atlético-PR recebe o Ceará na Arena da Baixada, no mesmo dia - o duelo começará às 17h.

O melhor: Cássio

GERALDO BUBNIAK/AGB/ESTADÃO CONTEÚDO

Apesar de não impedir o gol de cabeça de Léo Pereira, o goleiro corintiano se destacou mais uma vez. No primeiro tempo, Cássio fez duas defesas em chutes fortes de Pablo. Na etapa final, o arqueiro salvou o Corinthians em finalizações de Nikão e Rena Lodi.

O pior: Léo Santos

O zagueiro não fez um jogo ruim quando defendeu e marcou. Mas, novamente, o jovem zagueiro pecou na saída de bola, como já havia feito na final da Copa do Brasil. Em um lance equivovado, Ralf tentou consertar o erro e acabou levando cartão amarelo por cometer uma falta por trás.

Primeira chance é corintiana

REINALDO REGINATO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Mesmo jogando fora de casa, o Corinthians se lançou ao ataque logo nos primeiros segundos. Antes mesmo de o jogo completar um minuto, o time alvinegro conseguiu um escanteio pela direita. Jadson cobrou e viu Danilo desviar com perigo no primeiro pau. A bola passou rente à trave e quase foi tocada por Ralf antes de sair.

Linha de passe

A equipe do técnico Jair Ventura manteve o ímpeto na Arena da Baixada. Aos 12 minutos, o Corinthians construiu uma jogada de pé em pé. Pedrinho tocou para Jadson, recebeu de volta e tabelou novamente com Mateus Vital. O meia-atacante corintiano recebeu de volta e concluiu na entrada da área. O goleiro Santos fez a defesa com dificuldade.

Atlético-PR melhora

Atrás da vitória para ficar perto do G-6, o Atlético-PR conseguiu tomar as rédeas da partida a partir da metade do primeiro tempo. Mesmo assim, o time do treinador Tiago Nunes se mostrou sem criatividade no meio-campo e pouco chegou na área do Corinthians. As duas melhores chances vieram na bola parada, em chutes de longe de Pablo. Nas duas ocasiões, Cássio espalmou a bola para frente.

Bola parada resolve

GISELE PIMENTA/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Assim como aconteceu no primeiro tempo do duelo, o Atlético-PR levou perigo à meta corintiana por meio da bola parada. Foi assim, inclusive, que o time rubro-negro abriu o placar na Arena da Baixada. Raphael Veiga conbrou escanteio aos sete minutos para a cabeçada certeira do zagueiro Léo Pereira.

Corinthians quase empata aos 43

Depois de o Corinthians sofrer o gol na bola área, o técnico Jair Ventura fez alterações na equipe. Primeiro, colocou Clayson na vaga de Mateus Vital. Em seguida, trocou a dupla de volantes - saíram Ralf e Araos para as entradas de Emerson Sheik e Araos, respectivamente. O atacante teve a melhor chance corintiana no jogo, aos 43 minutos. No lance, Sheik matou a bola após um cruzamento de Clayson, mas foi desarmado no momento do chute.

Torcedores corintianos entram na Arena da Baixada

Ao contrário do que ocorreu durante todo o Brasileirão, os torcedores do Corinthians conseguiram assistir à partida nas cadeiras da Arena da Baixada, mesmo com o clube paranaense não cedendo espaço à torcida visitante. Para "furar" a regra, os corintianos chegaram juntos ao estádio e entraram no estádio em conjunto. Assim, o espaço foi criado. Cerca de 1,5 mil estiveram no local.

Recorde batido

Gabriel Machado/AGIF

Com a vitória, o Atlético-PR igualou um recorde na era dos pontos corridos. O time de Tiago Nunes agora soma 12 vitórias consecutivas como mandante no Brasileirão, mesmo número alcançadao pelo Santos na edição de 2015 da competição.

Jair repete o time pela 1ª vez

Gabriel Machado/AGIF

Pela primeira vez desde que chegou ao Corinthians, o técnico Jair Ventura conseguiu repetir a escalação do time alvinegro que derrotou o Vasco por 1 a 0 no último sábado, em Itaquera. Havia a possibilidade de o lateral esquerdo Carlos Augusto ser escalado na vaga de Danilo Avelar, mas o técnico preferiu dar um descanso ao atleta, que defendeu a seleção brasileira sub-20 na última terça-feira.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 x 0 CORINTHIANS

Data: 21 de novembro de 2018
Horário: 21h45 (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (36ª rodada)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia e Thiago Corrêa Farinha (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Matheus Rossetto (Atlético-PR); Ralf, Thiaguinho, Danilo Avelar, Fagner e Cássio (Corinthians)

Gol: Léo Pereira, aos sete minutos do segundo tempo.

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Lucho González (Matheus Rossetto), Wellington e Raphael Veiga; Nikão (Marcinho), Pablo e Rony (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Henrique, Léo Santos e Danilo Avelar; Ralf (Emerson Sheik), Thiaguinho (Araos), Jadson, Pedrinho e Mateus Vital (Clayson); Danilo. Técnico: Jair Ventura.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos