De saída, Richard critica cobrança da torcida e celebra gol que salvou Flu

Do UOL, em São Paulo (SP)

O volante Richard marcou o gol que garantiu a vitória do Fluminense sobre o América-MG  e manteve o time na primeira divisão. Foi sua última partida com a camisa tricolor, já que o atleta de 24 anos está fechado com o Corinthians para a próxima temporada. Após o duelo, Richard comemorou o tento que pôs fim a um jejum de oito jogos sem vitórias e aproveitou para criticar o tom da cobrança da torcida nos dias que antecederam o duelo. Cerca de 50 torcedores chegaram a invadir o CT do clube.

"O gol, para mim, significa tudo, mas o mérito é do grupo. O que aconteceu com a torcida, que invadiram e cobraram a gente, não é porque cobraram que a gente jogou bem. Infelizmente futebol é feito de fase, a nossa estava ruim, a bola não queria entrar. Queria desabafar um pouco aqui porque só a gente sabe o que passou dentro de campo", afirmou o atleta do Fluminense ao canal Premiere.

"Independe do que me cobraram lá, de me chamarem de mercenário e de tudo que você pode imaginar, não tive medo algum. Serve de aprendizado. Não tenho raiva ou rancor de quem foi lá ou está aqui e me xingou. O que tenho por esse clube é só gratidão por tudo que fizerem por mim, por me apresentarem ao mundo", acrescentou Richard.

Por fim, o jogador aliviou o tom da crítica e agradeceu os torcedores pelo apoio maciço no Maracanã, tanto neste domingo (2) quanto na semifinal da Sul-Americana no meio da semana, em que o time acabou eliminado pelo Atlético-PR e revoltou a torcida presente.

"Só tenho a agradecer, gratidão eterna por esse clube e por essa torcida e por tudo que a gente passou no ano todo, a gente não merecia cair."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos