Flu chega ao seu 'Dia D' assustado e mergulhado em sua pior crise no ano

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Lucas Merçon/Fluminense

    Tricolor depende apenas de suas forças para seguir na Série A

    Tricolor depende apenas de suas forças para seguir na Série A

Antes em situação confortável no Campeonato Brasileiro, o Fluminense se deu ao luxo de dividir parte de suas atenções com a disputa da Sul-Americana, competição da qual foi eliminado pelo Atlético-PR.

As rodadas foram passando, as vitórias não vieram, a fonte de gols secou [não marca há exatos 762 minutos] e o time encara neste domingo o América-MG, às 17h, no Maracanã, ameaçado pelo fantasma do rebaixamento e imerso em seu mais delicado momento em toda a temporada.

Já desgastado e incapaz de levantar o astral dos jogadores, o técnico Marcelo Oliveira foi demitido. Em seu lugar, a direção alçou o auxiliar Fábio Moreno ao posto de bombeiro. Minutos depois de fazer seu primeiro (e provavelmente) único pronunciamento como treinador do Flu, Moreno teve de lidar com uma invasão de torcedores ao centro de treinamento.

O ambiente, que já é dos piores, azedou ainda mais. Insatisfeitos pelos quatro meses de direitos de imagem em atraso, os jogadores não gostaram nem um pouco da perda de privacidade e do tom das cobranças. O momento é de discurso afinado entre atletas, mas fato é que os problemas sem fim já esgotaram a paciência de grande parte do elenco.

"A parte mental vai ser fundamental. Temos de buscar nas nossas mentes os momentos bons que vivemos no ano para alcançar o sucesso na última rodada. Desta forma, podermos ter férias tranquilas", disse o goleiro Júlio César.

Para ter esse período sossegado de descanso, o Fluminense depende apenas de seus esforços. Empate contra os mineiros já será o bastante para terminar com o pesadelo. Caso perca, a torcida terá de ficar ligada aos outros jogos.

"Precisamos estar juntos. Não é necessário mais cobrar, tudo já foi cobrado. Agora é união. Vamos lutar juntos até o final", afirmou Moreno.

O interino prometeu 'não inventar' neste desafio final, mas a tendência é que ele dê oportunidade a nomes não muito cotados com o seu antecessor, caso do atacante Kayke, por exemplo.

FLUMINENSE X AMÉRICA

Data/hora: 02/12/2018, às 17h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

Fluminense
Júlio César; Igor Julião, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Jadson e Sornoza (Airton); Marcos Junior, Luciano e Kayke (Everaldo). Técnico: Fábio Moreno

América
João Ricardo; Aderlan, Paulão, Matheus Ferraz e Carlinhos; Zé Ricardo, Juninho, Marquinhos e Matheusinho;  Luan (Ademir) e Rafael Moura. Técnico: Givanildo Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos