Mesmo após errar pênalti, Nenê conta com apoio do time para ser o cobrador

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Ale Cabral/AGIF

    Nenê conta com o apoio dos jogadores do São Paulo para voltar a mostrar serviço na última rodada do Brasileirão

    Nenê conta com o apoio dos jogadores do São Paulo para voltar a mostrar serviço na última rodada do Brasileirão

A imagem de Nenê após a cobrança de pênalti desperdiçada no empate por 0 a 0 com o Sport, na última segunda-feira, ainda não saiu da cabeça da maioria dos torcedores do São Paulo. Por isso, há quem se assuste com a possibilidade de ver outra vez o camisa 10 ser o responsável pelas bolas paradas na equipe tricolor. Porém, ao menos dentro do elenco, o armador tem o apoio para ser o cobrador oficial na última rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, a partir das 17h, na Arena Condá, contra a Chapecoense.

"Sim, com certeza [vamos apoiá-lo para ser o cobrador]", afirmou o volante Hudson, que falou sobre o assunto com o camisa 10, após o duelo com os pernambucanos.

"É normal que ele tenha ficado um pouco abatido, mas a palavra que eu dei para ele foi a seguinte: 'Nenê, você foi muito importante, decisivo em vários jogos, tanto com gols quanto com assistências - e também pela liderança que exerceu dentro e fora de campo. Pelo momento ruim, é claro que um erro como o que cometeu toma uma proporção maior. Mas falei para ele ficar com a cabeça tranquila, porque é um cara importante para o grupo. Disse para que ele trabalhe mais, para que na próxima oportunidade não venha acontecer o erro", completou o volante.

Pênalti perdido à parte, Nenê deve ser visto mesmo como um dos principais nomes do Tricolor no Brasileirão. Nesta temporada, ele disputou 54 partidas e marcou 12 gols pelo clube do Morumbi - sendo superado na lista de artilheiros do time em 2018 apenas por Diego Souza, com 16. 

"É importante que ele saiba que ele já fez muitas coisas boas, ele já mostrou muito o valor dele por aqui. E acho que é isso que ele precisa ter na cabeça", disse Hudson.

Por outro lado, o armador ficou marcado pelas polêmicas. Quando substituído em algumas partidas, como contra o Cruzeiro, no primeiro turno, ele deixou clara a sua insatisfação com o então treinador do time, Diego Aguirre. A queda de rendimento do armador nos últimos meses também chamou a atenção. A última vez que ele balançou as redes foi na abertura do returno do Brasileiro, no dia 22 de agosto, no empate por 1 a 1 com o lanterna Paraná.

Retorno

Na partida deste domingo, o treinador André Jardine poderá contar com o retorno de Hudson. O volante desfalcou a equipe na rodada anterior por causa de fadiga muscular.

"Estou em condições para jogar. Eu estava exausto pelo fim do ano e pela sequência de jogos que tivemos (Grêmio, Cruzeiro e Vasco). Pude descansar e ficar à disposição", explicou o meio campista.

Com 63 pontos, o São Paulo precisa torcer por um tropeço do Grêmio para ainda poder sonhar com uma vaga no G4 do Brasileirão e, consequentemente, com a classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores. 

Ficha técnica

Chapecoense x São Paulo

Data: 2 de dezembro de 2018
Horário: 17h (Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro:Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Chapecoense: Jandrei, Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Amaral e Canteros; Diego Torres, Leandro Pereira e Wellington Paulista. Técnico: Claudinei Oliveira. 

São Paulo: Jean; Araruna, Bruno Alves, Arboleda e Edimar (Caíque); Hudson, Liziero e Nenê; Helinho, Diego Souza e Everton. Técnico: André Jardine.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos