Rodrygo cita frustração por Libertadores, mas diz: "objetivo era não cair"

Do UOL, em São Paulo

O Santos encerrou participação no Campeonato Brasileiro neste domingo (2) com derrota por 2 a 1 para o Sport, na Ilha do Retiro. Autor do gol santista no último compromisso da temporada, o atacante Rodrygo revelou frustração por ficar de fora da Libertadores do ano que vem, mas ressaltou que o objetivo do time alvinegro na competição era evitar a queda para a Série B.

"Começamos o campeonato mal. O primeiro objetivo era não cair. Com Cuca, arrancamos, ficamos perto da zona e criou-se expectativa de Libertadores. A gente acaba um pouco triste. Contra a Chapecoense, um jogo principal, ficamos fora", disse o atacante ao Premiere, relembrando a derrota por 1 a 0 contra a Chapecoense no Pacaembu, pela 33ª rodada.

Apesar do lamentar a ausência na principal competição da América do Sul em 2019, Rodrygo fez questão de destacar que a equipe cumpriu com o objetivo estabelecido após brigar contra a zona de rebaixamento na primeira metade da disputa.

"Se pararmos para pensar, era uma competição fora dos planos no começo do ano. Não poderíamos falar de rebaixamento, mas esse [escapar da queda] era o principal objetivo", completou.

Com o resultado em Recife, o Santos se manteve com 50 pontos e finalizou o Brasileiro na décima colocação. A equipe garantiu vaga na Copa Sul-Americana com a posição.

O fim da temporada do Santos marca também a saída de nomes importantes da equipe. O técnico Cuca se despediu do clube neste domingo para realizar uma cirurgia no coração. Renato, uma das lideranças dentro de campo, se aposentou do futebol, enquanto Gabigol deixará a Vila após o fim do empréstimo junto à Inter de Milão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos