UOL Esporte Futebol
 
17/07/2010 - 18h07

Náutico vence o América-MG fora de casa e reassume liderança da Série B

DO UOL Esporte
Em Belo Horizonte

Ao vencer o América-MG, por 2 a 1, na tarde deste sábado, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, o Náutico assumiu a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos em 27 possíveis. Já o time americano, que pela primeira vez na atual competição sofreu mais de um gol em uma mesma partida, desperdiçou a chance de voltar ao G-4.

Após a retomada da competição, que ficou parada para a disputa da Copa do Mundo da África do Sul, América e Náutico tiveram comportamentos diferentes. Enquanto o time mineiro, que era vice-líder, ainda não venceu, o que lhe custou a queda na classificação, ocupando a oitava colocação. Já a equipe pernambucana conseguiu aproveitamento de 100%, com duas vitórias.

Na terça-feira passada, no estádio dos Aflitos, em Recife, o Náutico bateu o ASA, por 2 a 1. Já o América-MG vinha de um empate contra o Brasiliense, com um gol conquistado aos 45 minutos do segundo tempo. A equipe americana segue como mandante, na próxima rodada, quando recebe o Icasa, novamente na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, na sexta-feira. Já o clube pernambucano será visitado pelo Bahia, no sábado que vem.

O Náutico saiu do primeiro tempo com a vitória parcial, por 2 a 1. O time visitante chegou a fazer 2 a 0, mas permitiu um gol americano, aos 45 min, marcado por Thiago Silvy, que não voltou para o segundo tempo, por contusão. O mesmo aconteceu com o goleiro Flávio. Jandson e Gléguer entraram no time. No segundo tempo, praticamente só o América atacou, enquanto o Náutico que ficou com 10 jogadores, por causa da expulsão de Rodrigo Pontes, limitou-se a defender, suportando a pressão adversária.

A etapa inicial começou muito equilibrada. Os dois times entraram em campos dispostos a marcar forte, sem dar espaço ao adversário. O Náutico atacou primeiro. Logo aos 3 min, o meia Giovanni arriscou chute de longe, mas a bola foi fraca, facilmente defendida pelo goleiro Flávio. Já o América-MG chegou em cobrança de falta cometida por Walter sobre Fábio Junior, mas Rodrigo chutou na barreira e na volta isolou a bola.

A partir dos 20 min, o América passou a dominar a partida, atacando bem mais, enquanto o adversário limitava-se, naquele momento, a se defender. Os atacantes americanos, entretanto, não estavam inspirados, especialmente Fábio Júnior, que ainda não balançou as redes na Séria B. Na base do ‘quem não faz, leva’, o time pernambucano, que há muito tempo não atacava, abriu o marcador.

Aos 35 min, Giovanni chutou, Flávio defendeu, mas largou a bola, dividindo-a na sequência com Geílson. Thiaguinho aproveitou o rebote e colocou a bola nas redes. Os jogadores americanos pediram falta sobre o goleiro da equipe no lance, mas o árbitro carioca Rodrigo Nunes de Sá validou o gol. A partida ficou interrompida mais de dois minutos para atendimento a Flávio.

Dois minutos depois, o Náutico atacou com perigo, mas Cristiano estava impedido. O América-MG seguiu com dificuldades para vencer o bloqueio defensivo do adversário e limitava a chegar ao ataque em jogadas de bola parada. Aos 41 min, em cobrança de escanteio, Micão conseguiu cabecear, mas mandou a bola para fora.

Aos 43 min, o Náutico fez o segundo. Zé Carlos cobrou falta do lado direito, a bola bateu em Dudu, que tentou cortar e entrou nas redes americanas. O América-MG não demonstrou abatimento, partiu para cima e ainda conseguiu diminuir o placar, aos 45 min, por meio de Thiago Silvy, aproveitando jogada de Fábio Júnior.

Para o segundo tempo, o América voltou com duas alterações por contusão de seus jogadores. Com suspeita de fratura em um dedo na mão direita, Flavio saiu para a entrada de Gléguer. No ataque, Thiago Silvy, autor do gol, foi substituído por Jandson. O Náutico voltou com a mesma formação para a etapa final.

Perdendo em casa, o América-MG pressionou desde o recomeço da partida. Aos 5 min, Jandson, de cabeça, colocou a bola no travessão do goleiro Gledson. Logo após esse lance, o técnico Alexandre Gallo mexeu na sua equipe, com o objetivo de fechá-la ainda mais. Ele tirou o meia Thiaguinho, que marcou o primeiro gol do time, e colocou o zagueiro Vinícius, ex-jogador de Internacional e Atlético-MG.

A prioridade do Náutico era resistir à pressão americana e garantir a vitória, que valeria a liderança da Série B. Aos 22 min, a situação do clube pernambucano ficou mais complicada, quando Rodrigo Pontes foi expulso, ficando com um jogador a menos. A pressão que já era grande e ainda se intensificou, após a entrada do meia Irênio no lugar do volante Dudu. Aos 34 min, Rodrigo desperdiçou ótima chance, quando estava livre, mas bateu para fora.Nos minutos finais, na base do abafa, o time mineiro criou e desperdiçou chances, enquanto os visitantes se defenderam de qualquer jeito. 

AMÉRICA-MG 1 X 2 NÁUTICO

AMÉRICA-MG
Flávio (Gléguer); Micão, Preto e Gabriel; Marcos Rocha, Dudu (Irênio), Leandro Ferreira, Luciano e Rodrigo; Fabio Junior e Thiago Silvy (Jandson)
Técnico: Mauro Fernandes

NÁUTICO
Gledson; Tinga, Walter, Wescley e Zé Carlos; Ramirez, Rodrigo Pontes, Thiaguinho (Vinícius) e Giovanni (Elton); Geílson e Cristiano (Anderson Paim)
Técnico: Alexandre Gallo

Data: 17/07/2010 (sábado)
Horário: 16h10 (de Brasília)
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Luiz Muniz de Oliveira e Jackson Massara dos Santos (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Cristiano (N), Gabriel (A), Thiaguinho (N), Walter (N), Preto (A), Rodrigo Pontes (N), Geílson (N), Marcos Rocha (A)
Cartões vermelhos: Rodrigo Pontes (N)
Gols: Thiaguinho, aos 32 min, Zé Carlos, aos 43 min, e Thiago Silvy, aos 45 min do primeiro tempo;
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host