UOL Esporte Futebol
 
20/07/2010 - 22h54

Em jogo de quatro golaços, Figueirense empata com o Santo André e lidera

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Em um jogo de quatro belos gols, de muitas oportunidades e bom nível técnico, o Figueirense teve a chance de matar a partida, não aproveitou, e saiu do Orlando Scarpelli com um empate em 2 a 2 com o Santo André na noite desta terça-feira, na abertura da décima rodada da Série B. Apesar de desperdiçar a chance de vencer, a equipe catarinense assumiu a liderança provisória da competição com os mesmos 20 pontos do Náutico, ultrapassando-o no saldo de gols. O time pernambucano, porém, tem um jogo a menos - joga no sábado contra o Bahia.

Já o Santo André segue sua campanha irregular na Série B, depois de um ótimo Paulistão, no qual a equipe do ABC só foi superada pelo Santos de Robinho, Neymar e Ganso. O time andreense é o 14º colocado, com apenas 11 pontos em dez rodadas, e pode fechar a rodada beirando o rebaixamento.

Com o empate, o Figueirense mantém sua série invicta na Segundona. Já são seis jogos sem derrota: um empate, quatro vitórias seguidas e agora esta igualdade frente ao Santo André. Os catarinenses só voltam a campo daqui a 11 dias, para visitar o Bahia. Na terça-feira que vem, os andreenses recebem o América-RN no ABC.

O jogo

Antes de a bola rolar no Orlando Scarpelli, o Figueirense homenageou o seu goleiro Wilson, que completava 200 jogos na equipe catarinense e recebeu uma placa entregue pela torcedora Velma, uma simpática senhora que, de acordo com o goleiro, sempre pede para entrar em campo de mãos dadas com ele e teve nesta noite o seu pedido atendido.

Com a camisa 200 nas costas, Wilson não foi exigido nos 10min iniciais, quando só o Figueirense atacou, sem, entretanto, acertar o último passe. Com isso, quem deu o primeiro chute perigoso do jogo foi o agora meia-armador Sandro Hiroshi, que recebeu sozinho pela direita e, na saída do goleiro, bateu com força e acertou o peito de Wilson. Logo em seguida, novamente o ex-jogador do São Paulo teve espaço e arriscou. Desta vez, porém, o chute acertou o peito de Ygor, fazendo com que os jogadores do time visitante ficassem pedindo pênalti.

Mesmo com o Figueirense tendo mais tempo de posse de bola, o Santo André explorava contra-ataques e era mais perigoso. Os donos da casa só chegavam pela direita, com o Lucas, e foi exatamente o camisa 2, que, em uma falta batida com precisão, encobrindo a barreira, abriu o placar para a equipe catarinense aos 26min.

Na frente no placar, o Figueirense recuou e só o Santo André passou a jogar. A dupla de Andersons no ataque, porém, não parecia inspirada e os paulistas perdiam chances atrás de chances, sempre chutando fraco e/ou para fora. Quando Anderson Gomes acertou, empatou. Aos 41min, o atacante recebeu de Andrezinho na esquerda, jogou para a perna direita e chutou forte, sem chances para Wilson.

Sem substituições no intervalo, o jogo voltou para o segundo tempo como havia sido encerrado no primeiro: só dava Santo André. E, assim como na etapa inicial, a dupla de Andersons não estava inspirada. Nos cinco primeiros minutos, Anderson Costa perdeu duas chances claras, cara a cara com o goleiro. Na primeira, até acertou o chute, mas Wilson foi bem. Na segunda, bateu fraco e facilitou a vida do goleiro.

Com 10min, na primeira vez que o Figueirense subiu com perigo ao ataque, Maicon fez linda jogada pela direita, trocou a bola de pé algumas vezes, driblando dois adversários, até chutar por cobertura, encobrindo Julio César. Caprichosamente a bola bateu no travessão e voltou a centímetros da linha do gol. Do lado de dentro do campo.

Com as duas equipes buscando a vitória, o jogo ficou aberto e tanto Figueirense quanto Santo André passaram a criar diversas chances de marcar. Melhor nome do jogo, Maicon fez a diferença para o time da casa aos 27min. Ele recebeu de Willian e devolveu com uma cavadinha, deixando o atacante livre na área. O camisa 11 bateu sem deixar a bola cair e fez um lindo gol, o seu quinto na competição.

Aos 35min, Maicon voltou a fazer a diferença. Ele mais uma vez deixou Willian sozinho na área, mas o atacante bateu fraco e acertou o pé da trave, perdendo chance clara. No ataque seguinte, Pio, que havia substituido Hiroshi, dominou pela esquerda, não recebeu marcação, arriscou um chute de longe e acertou o ângulo de Wilson, que ficou só olhando a bola entrar longe de seu alcance.
 

FIGUEIRENSE 2 X 2 SANTO ANDRÉ

FIGUEIRENSE
Wilson, Lucas, João Felipe, João Paulo e Juninho; Ygor, Coutinho, Maicon (Jean Carioca) e Fernandes (João Paulo); Roberto Firmino (Tássio) e Willian.
Técnico: Márcio Goiano

SANTO ANDRÉ
Júlio César; Cicinho, Halisson, Toninho e Andrezinho; Wendel, Gil (Borebi), Sandro Hiroshi (Pio) e Xuxa (Altair); Anderson Costa e Anderson Gomes
Técnico: Sérgio Soares

Data: 20/07/2010 (terça-feira)
Horário
: 21h (de Brasília)
Local:
estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis-SC
Árbitro:
João Batista de Arruda (RJ)
Auxiliares
: Wagner de Almeida Santos e Claudio José de Oliveira Soares (ambos do RJ)
Cartões Amarelos: Gil (Santo André) e Willian (Figueirense)
Gols: Lucas (26min do primeiro tempo), Anderson Gomes (40min do primeiro tempo), Willian (27min do segundo tempo) e Pio (36min do segundo tempo)

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host