UOL Esporte Futebol
 
24/07/2010 - 22h55

Duque de Caxias vence o lanterna Vila Nova, mas segue na zona de rebaixamento

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Na noite deste sábado, Vila Nova e Duque de Caxias mostraram aos 509 pagantes que foram ao estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, por que ocupam a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasilieiro. Em uma partida muito fraca tecnicamente, mas com bastante empenho, os donos da casa venceram por 1 a 0, gol marcado por Edson aos 44min da primeira etapa.

Além do mau futebol, a partida foi marcada por um choque de cabeça entre Leandro Chaves e Erick, em que os dois acabaram ficando estirados no gramado. O jogador do Duque de Caixas, sentindo muitas dores e com dificuldades de se movimentar, claramente atordoado, foi retirado de campo sem ser imobilizado. Depois, socorrido pela ambulância do estádio quase 10min depois do lance, foi levado para um hospital da capital fluminense.  Erick teve de ser substituído, mas não precisou ir para o hospital.

Mesmo com a vitória, o Duque de Caxias segue entre os quatro últimos colocados da segunda divisão, dentro da zona de rebaixamento para a Série C. Os cariocas têm 9 pontos em dez jogos, chegando à terceira vitória. Já o Vila Nova segue sendo a pior equipe da competição.

O alvirrubro goiano só venceu uma vez e chegou à oitava derrota em dez jogos. Com cinco gols marcados, tem o pior ataque, além da segunda pior defesa, ao lado do Ipatinga, com 21 gols sofridos. Só o Duque de Caxias foi furado mais vezes: 22.

Apesar da maior pressão do Vila Nova, que vinha de um empate contra o Ipatinga, foi o Duque de Caxias que criou a melhor chance de marcar no primeiro tempo. Somália ficou cara a cara com Max, já perto da pequena área, tocou de bico, a bola bateu no goleiro, mas ia entrando. Rodrigo Thiesen se entortou todo, mas conseguiu cortar em cima da linha, salvando o Vila Nova.

Aos 44min, porém, o volante nada pôde fazer. Paulo Rodrigues bateu escanteio da esquerda na cabeça de Edson. O ex-zagueiro do Botafogo cabeceou sozinho e acertou com precisão o lado esquerdo do gol defendido por Max, que só ficou olhando.

Na segunda etapa, muita raça, muita vontade, mas pouco futebol de qualidade. Na melhor chance, aos 38min, Somália matou a bola no peito na esquerda da área, mas chutou fraco, nas mãos de Max. Depois, o goleiro voltou a salvar o Vila Nova em um chute perigoso de Paulo Rodrigues.

DUQUE DE CAXIAS 1 x 0 VILA NOVA

Duque de Caxias
Erivélton; Amaral, Edson, Fábio Bráz e Gleidson (Marquinho); Paulo Rodrigues, Mancuso, Leandro Teixeira e Leandro Chaves (Roberto Lopes); Léo Guerreiro (André Luís) e Somália
Técnico: Gilson Kleina

Vila Nova
Max; Dedê, Pablo, Mimica e Rogério; Rodrigo Thiesen, Erick (Thiago Gaúcho), David (Jorge Henrique) e Wendel (Thiago Miracema); Roni e Bruno Lopes
Técnico: Paulo Comelli


Data: 24/07/2010 (sábado)
Local: Engenhão, no Rio de Janeiro-RJ
Renda: R$ 7.330,00
Público: 509 pagantes.
Árbitro: Renato Cardoso da Conceição (MG)
Auxiliares: Marcus Vinicius Gomes e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)
Cartões amarelos: Gleidson (Duque de Caxias). Pablo e Wendel (Vila Nova).
Gol: Edson, aos 44min do primeiro tempo.

 

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host