UOL Esporte Futebol
 
05/08/2010 - 07h08

Clássico Para-Tiba coloca em confronto estilo 'mineiro' de treinadores

Do UOL Esporte
Em Curitiba

O clássico Para-Tiba do próximo sábado, pela Série B, colocará frente à frente dois técnicos com trajetórias e formas de trabalho semelhantes. Ambos mineiros, Ney Franco e Marcelo Oliveira, têm inícios de carreira parecidas. O primeiro trabalhou como auxiliar no Cruzeiro e o segundo começou na profissão no rival Atlético-MG, onde foi ídolo como jogador.

O CORITIBA NO TWITTER

Mineiramente, os dois gostam de trabalhar em silêncio e tentam esconder ao máximo as escalações dos dois times. Oliveira fechou os treinamentos do Paraná a partir quarta-feira. Ney Franco não chegou a tanto, mas pretende revelar o onze apenas minutos antes da partida, marcada para às 16h10, de sábado, na Vila Capanema.

"Talvez seja a origem mineira que nos torna semelhantes. O Ney é um técnico que admiro, pela competência, pela maneira que gosta de jogar, sempre muito ofensivo", diz Marcelo Oliveira.

Ney Franco ressalta que este não será o primeiro encontro entre os dois, como treinadores.

"Tem este encontro mineiro com o Marcelo. Nós já nos conhecemos há muito tempo, dos confrontos de categorias de base [entre Cruzeiro e Atlético-MG]. Depois, quando estava no Botafogo, o encontrei dirigindo o Atlético-MG. No Paranaense, voltei a enfrentá-lo", comentou.

O PARANÁ NO TWITTER


Mostrando respeito, Franco enaltece o bom trabalho do conterrâneo e espera dificuldades para superar o time tricolor na Vila. "Será um dos jogos mais difíceis que teremos até aqui. O Paraná remontou o time após o Paranaense, está mais forte e os números dele em casa mostram o bom trabalho desenvolvido. Tivemos apenas três derrotas este ano e uma delas foi para o Paraná. Isto mostra a dificuldade que será o jogo", comenta.

Na mesma linha, Marcelo Oliveira exalta a qualidade do time de Ney Franco. "Ele atua num sistema 4-2-3-1. É um time difícil de marcar, não apenas pelo posicionamento, mas pela qualidade dos jogadores. Nós teremos que marcar bem, mas eles também terão, quando tivermos a bola", analisou.

Para as duas equipes, o clássico coloca em jogo situações importantes na Série B. O Coritiba defende a liderança e, com um vitória, pode se isolar ainda mais e começar a se consolidar no G-4 da competição. Para o Paraná,  que é o quinto colocado, um triunfo pode representar a volta à zona de classificação para a Série A.

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host