UOL Esporte Futebol
 
24/08/2010 - 21h23

Ipatinga arranca empate, em casa, com o Santo André pela Série B

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

No duelo entre os atuais vice-campeões mineiro e paulista, Ipatinga e Santo André empataram, em 1 a 1, na noite desta terça-feira, pela 16ª rodada da Série B do Brasileiro. O resultado foi ruim para os dois lados. Ainda não foi dessa vez que a equipe da casa conseguiu dois triunfos seguidos na competição, enquanto o time paulista desperdiçou a oportunidade de deixar a zona de rebaixamento.

Levando-se em conta, no entanto, que o Ipatinga perdia até os 39 min do segundo tempo, quando Alessandro fez o gol de empate, o resultado fica um pouco menos negativo. A equipe mineira conseguiu a igualdade quando ficou com um jogador a mais, por causa da expulsão do lateral-direito Cicinho, aos 35 minutos.“Hoje foi difícil demais, mas, felizmente conseguimos um gol no final”, afirmou o atacante Alessandro, autor do gol ipatinguense.

Se tivesse confirmado a vitória, o Santo André teria obtido seu terceiro triunfo como visitante na Série B e chegaria aos 18 pontos, deixando provisoriamente a zona de rebaixamento, o que acabou não acontecendo. Depois de empatar a partida, aos 39 min, a equipe do Vale do Aço pressionou e quase conseguiu a virada. No final do jogo, Júlio César fez pelo menos duas defesas importantes, além de uma bola do time da casa bater na trave no último lance. “Após a expulsão do Cicinho, que é muito bom jogador, o nosso time ficou perdido e não conseguiu garantir a vitória”, afirmou o goleiro visitante.

O Ipatinga, que havia goleado o líder Coritiba, por 5 a 1, na rodada passada, não conseguiu repetir sua atuação e por pouco não sofreu sua quarta derrota em casa. Apesar do empate sofrido, o time mineiro voltou a se mostrar irregular, frustrando sua torcida, que projetava uma reação na Série B.

Além de marcar o duelo entre os atuais vice-campeões mineiro e paulista, foi um confronto direto entre dois clubes que ocupam a zona de rebaixamento. Caso conseguisse uma vitória por pelo menos quatro gols de diferença, o Ipatinga poderia trocar de posição com o Santo André. Não foi isso, no entanto, que aconteceu.

O Ipatinga sentiu a falta do meia Walter Minhoca, único titular da goleada sobre o Coritiba, no jogo anterior, que não atuou, por cumprir suspensão automática em função de ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo naquela partida, igualmente disputada no Ipatingão. Sem o jogador, importante na criação, que foi substituído por Chiquinho, a equipe mineira acabou esbarrando na forte marcação do adversário.

O primeiro tempo foi caracterizado pela maior posse de bola do Ipatinga, que buscou a iniciativa ofensiva desde o começo do jogo, mas cedia espaços ao Santo André, que tentava encaixar os contra-ataques. O time paulista marcava forte e contava com o meia Xuxa para articular as jogadas em velocidade, tentando surpreender a equipe da casa.

Marcação forte

Não houve muita emoção nos 45 minutos iniciais no Ipatingão. O time da casa teve duas boas chances. A melhor delas aconteceu aos 24 min, quando Max Carrasco executou bom cruzamento e Alessandro acertou a cabeçada, mandando a bola por cima do travessão do Santo André, com bastante perigo. Já aos 44 min, foi a vez de Boiadeiro deixar Léo Mineiro em condição de abrir o placar, mas a defesa adversária conseguiu evitar o gol.

O Ipatinga sentia a falta do meia Walter Minhoca, que cumpriu suspensão. As melhores jogadas aconteceram pelo lado direito. As oportunidades do Santo André, ambas em contra-ataques, aconteceram aos 31 min, em cabeçada de Wendel, que obrigou Léo Mineiro a evitar o gol, e aos 34 min Richely fez boa jogada pela direita, com Douglas fazendo a defesa.

Alessandro, artilheiro do Ipatinga na Série B, reconheceu a dificuldade do seu time para superar a marcação adversária. “Está bastante difícil, a gente está saindo muito da área, está encontrando dificuldade, porque sempre vem um zagueiro comigo e outro na cobertura. É preciso posicionar melhor o Chiquinho para a gente ter mais opção na frente. Precisamos acertar isso para finalizar mais”, afirmou o atacante.

O camisa 9 do Santo André, Nando, admitiu que a estratégia da equipe visitante foi bem-sucedida na etapa inicial. “Marcamos forte para que a gente não venha tomar gol e sair no contra-ataque para tentar fazer o gol. Estamos conseguindo sair no contra-ataque, só falta arrematar mais em gol”, destacou o atacante do time paulista.

Tempo de gols

Os dois times voltaram com as mesmas formações para o segundo tempo. O cenário da partida também não se alterou muito e o Ipatinga começou atacando, a exemplo da etapa inicial. Já o Santo André seguia contra-atacando, tentando colocar em prática a estratégia colocada pelo técnico Sérgio Soares de “sair com mais velocidade”.

E o visitante não demorou para abrir o marcador, aos 13 min, quando Nando aproveitou falha de Silvio, que não corou cruzamento de Andrezinho. Quatro minutos depois, Nando desperdiçou ótima chance para ampliar a vantagem, o que não aconteceu por causa de difícil defesa do goleiro Douglas.

O Ipatinga teve um gol de Alessandro, anulado por impedimento do lateral-direito Boiadeiro. Na base do desespero e com um jogador a mais, em função da expulsão do lateral-direito Cicinho, aos 35 min, o time da casa criou chances e chegou ao empate, aos 39 min, por meio de Alessandro, que fez o seu oitavo gol na competição.

IPATINGA 1 X 1 SANTO ANDRÉ

IPATINGA
Douglas; Boiadeiro, Silvio, Leonardo e Marinho Donizete; Leanderson (Leandro Brasília), Max Carrasco, Leo Mineiro (Amílton) e Chiquinho (Jajá); Preto e Alessandro
Técnico: Márcio Bittencourt

SANTO ANDRÉ
Júlio César; Marcelo Godri, Vitor Hugo e Andrezinho; Cicinho, Wendel, Makelele, Walke e Xuxa (João Paulo); Richely e Nando (Anderson Gomes) (Rafael Loma)
Técnico: Sérgio Soares

Data: 24/8/2010 (terça-feira)
Local: Ipatingão, em Ipatinga (MG)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim (BA) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Cartões amarelos: Vítor Hugo (SA), Wendel (SA), Marinho Donizete (I), Makelele (SA), Chiquinho (I), Sílvio (I), Max Carrasco (I), Cicinho (SA)
Cartões vermelhos: Cicinho (SA)
Gols: Nando, aos 13 min, Alessandro, aos 39 min do segundo tempo
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host