UOL Esporte Futebol
 
24/08/2010 - 22h52

Ponte Preta bate o Náutico, vence a sexta partida seguida e entra no G-4

Do UOL Esporte
Em São Paulo

A Ponte Preta segue como o melhor time da Série B do Campeonato Brasileiro após a parada para a disputa da Copa do Mundo. Na noite desta terça-feira, no estádio Moisés Lucarelli, a equipe de Campinas venceu o Náutico por 2 a 0, conquistou a sexta vitória consecutiva na competição e ratificou a ascensão com um lugar no G-4.

Com o resultado, a Ponte Preta, que antes da Copa do Mundo estava lutando contra o rebaixamento, subiu quatro posições na tabela e agora é a terceira colocada, com 29 pontos, sendo que 23 destes tentos foram conquistados após o retorno da competição. Na próxima sexta-feira, a equipe de Campinas enfrenta o Icasa, às 21h (de Brasília), no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte.

Já o Náutico que perdeu a segunda partida consecutiva se afastou ainda mais do G-4. A equipe que chegou há duas rodadas era a quarta colocada, agora caiu três posições e agora é a oitava colocada com 27 pontos ganhos. Na próxima sexta-feira, a equipe pernambucana tenta a reabilitação jogando no estádio dos Aflitos, onde ainda está invicta, às 21h (de Brasília), contra o Brasiliense.

Com as duas equipes precisando da vitória, o jogo começou bastante movimentado, com muita correria, mas com pouca criatividade. Apesar de os times estarem procurando o gol, e jogando para cima, poucas chances foram criadas, tanto, que o placar só foi aberto em uma cobrança de falta. Aos 21min, Leandro Silva acertou um lindo chute sem chances para o goleiro Gledson.

Depois disso, o Náutico melhorou no jogo, começou a trabalhar mais o toque de bola e saiu mais para o jogo, aproveitando bem os três atacantes, porém, sem nenhum perigo ao gol de Eduardo Martini, que sequer encostou na bola no primeiro tempo. Quando os visitantes eram melhores na partida, a Ponte Preta ampliou o marcador.

Aos 35min, a Ponte Preta encaixou um contra-ataque rápido, pegou a defesa do adversário desarrumada e após cruzamento da esquerda de Bruno Collaço a bola encontrou a cabeça de Reis, que, sozinho, na entrada da pequena área, só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol e marcar o segundo do time da casa.

Na saída para o intervalo o atacante Evando reclamou bastante da postura do Náutico na primeira etapa. “A gente optou em marcar e não conseguiu, não criamos muito, estamos muito longe o meio do ataque e precisamos melhorar isso se quisermos reagir no segundo tempo.”

O Náutico voltou melhor do intervalo e dominou o jogo nos primeiros 20min da segunda etapa e o goleiro Eduardo Martini que não tinha encostado na bola foi obrigado a fazer três boas defesas. Depois disso, a Ponte Preta equilibrou o jogo, passou usar com inteligência os contra-ataques e levar perigo ao gol defendido por Gledson.

De tanto pressionar e buscar o gol o Náutico parece que cansou e deu mais espaço para a Ponte Preta jogar. Inteligente, o time da casa tocou bastante a bola, abusou das jogadas pela lateral do campo e só esperaram o apito final do árbitro para comemorar a sexta vitória seguida, marca que foi conquistada pela última vez pela equipe de Campinas há 31 anos.

PONTE PRETA 2 X 0 NÁUTICO

Ponte Preta
Eduardo Martini; Eduardo Arroz, Naldo, Leandro Silva (Renan) e Bruno Collaço; Gerson, Josimar, Souza (Pirão) e Ivo; Reis (Marcelinho) e William
Técnico: Jorginho

Náutico

Gledson; Wilton Goiano (Bruno Veiga), Walter, Wescley (Diego Bispo) e Cesar Prates; Ramirez, Elton, Tiago Lima e Zé Carlos; Evando e Geílson (Francismar)
Técnico: Alexandre Gallo

Data: 24/08/2010 (terça-feira)
Horário: às 21h (de Brasília)
Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG)
Assistentes: Alexandre Kleiniche e Tatiana Jacques de Freitas (ambos do RS)
Público: 7.950 pagantes
Cartões amarelos: Ivo e Bruno Collaço (PON); Ramires e Cesar Prates (NAU)
Gols: Leandro Silva, aos 21min, e Reis, aos 35min do primeiro tempo (PON)

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host