Atlético-GO segura empate, se mantém na briga e complica o Ceará

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Atlético-GO mostrou que seu sistema defensivo vive bom momento ao segurar o empate com o Ceará por 0 a 0 nesta sexta-feira, no Castelão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O goleiro Márcio também teve destaque ao fazer pelo menos três boas defesas e ajudou sua equipe a seguir sonhando com o acesso. Por outro lado, os donos da casa podem ver seus concorrentes diretos abrirem uma maior distância nos jogos de sábado.

Fases do jogo:

A partida iniciou equilibrada e com muito estudo por conta das duas equipes. O Ceará tentava manter a posse de bola e agredir o adversário. Porém, o Atlético-GO estava bem postado em campo e saía com velocidade ao ataque.

A primeira boa oportunidade da partida aconteceu, aos dez. Assissinho fez boa jogada pela esquerda, cruzou para a área, Marcos finalizou e Márcio salvou o Atlético-GO com o pé direito. Os goianos tinham mais dificuldade para armar jogadas e quase não assustavam o arqueiro adversário.

Por outro lado, o Ceará seguia melhor porque aproveitava os espaços dados pelo Atlético-GO. Bill recebeu passe preciso de Magno Alves dentro da área, aos 17, e finalizou em cima de Márcio, perdendo uma ótima chance.

A equipe visitante melhorou seu rendimento e conseguia responder com lances rápidos na frente. Mateus Caramelo driblou Samuel Xavier e cruzou com perigo, mas Kayke desperdiçou a oportunidade, aos 23. Os donos da casa eram mais incisivos nas jogadas ofensivas, mas a defesa rubro-negra se manteve segura e a etapa terminou mesmo empatada sem gols.

O segundo tempo começou com um panorama parecido porque o Atlético-GO seguia perigoso nas poucas vezes que se mandava ao ataque. Pedro Bambu perdeu uma oportunidade clara, aos sete, ao finalizar com perigo após cruzamento de Thiago Primão.

O Ceará esteve próximo de marcar, aos 19, quando Bill ficou cara a cara com Márcio, mas errou ao tentar emendar de cobertura. O lance mais claro gol, porém, aconteceu, aos 31, quando Magno Alves recebeu passe dentro da área, chutou forte e o goleiro rubro-negro salvou sua equipe. Os donos da casa ainda pressionaram no fim com algumas bolas paradas, mas a partida terminou mesmo empatada.

O melhor:
Márcio.
O goleiro do Atlético-GO mostrou segurança e salvou sua equipe em pelo menos três lances de maior perigo do Ceará.

O pior:
Bill.
O atacante do Ceará perdeu um gol feito no segundo tempo ao ficar cara a cara com Márcio. Além disso, não mostrou boa colocação para finalizar melhor nos momentos de maior pressão de sua equipe.

Chave do jogo:
A partida terminou empatada principalmente pela consistência do sistema defensivo do Atlético-GO e, principalmente, pela ótima atuação do goleiro Márcio. O time goiano chegou a criar boas oportunidades nos contra-ataques, mas falhou nas finalizações.

Para lembrar:

Susto.
O goleiro Luís Carlos, do Ceará, saiu de sua meta para fazer o corte e se chocou com Thiago Primão e João Marcos, aos 38 minutos do primeiro tempo. Os três atletas foram atendidos pelos médicos dos dois clubes e voltaram a atuar.

Protestos. A torcida do Ceará não gostou da saída de Assisinho para dar entrada a Lulinha, aos 22 minutos do segundo tempo. Os alvinegros vaiaram a substituição e hostilizaram o técnico Paulo César Gusmão.

Próxima rodada. O Atlético-GO volta a jogar na terça-feira, às 21h, contra o Paraná Clube, na Vila Capanema. Por outro lado, o Ceará recebe o Vasco, sábado, às 16h20, no Castelão.

CEARÁ 0 x 0 ATLÉTICO-GO

Data:
7/11/2014 (sexta-feira)
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Cartões amarelos: Artur, Adriano e Jonas (Atlético-GO)

CEARÁ
Luís Carlos; Marcos, Sandro, Diego Ivo e Samuel Xavier; Michel (Felipe Amorim), João Marcos e Ricardinho; Assisinho (Lulinha), Bill (Eduardo) e Magno Alves
Técnico: Paulo César Gusmão

ATLÉTICO-GO
Márcio; Mateus Caramelo, Artur, Adriano e Diogo Barbosa; Willian Arão, Pedro Bambu, Thiago Primão (Jonas) e Jorginho; André Luiz (Thiago Feltri) e Kayke (Júnior Viçosa)
Técnico: Wagner Lopes

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos