Fim do drama! Vasco empata com Icasa e volta à Série A debaixo de vaias

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

O torcedor vascaíno sofreu ao acompanhar as inúmeras derrapadas do time na Série B, imaginou o pior, mas finalmente respirou aliviado. E o momento mais importante do ano não poderia ter outro desfecho. Com mais uma atuação irregular e debaixo de vaias ao apito final, o Cruzmaltino empatou com o Icasa por 1 a 1 - gols de Kleber e Nilson - e confirmou o retorno à elite em um Maracanã lotado neste sábado.

A campanha recheada de tropeços fez a possibilidade de título se esvair rodadas atrás. Mas os 63 pontos conquistados e o 3º lugar na tabela foram suficientes para garantir a tímida festa no palco que sediou por tantas vezes títulos históricos. Entre lágrimas e canções exaltando a história centenária, ficou uma certeza aos torcedores que acompanharam a segunda disputa de Série B desde 2009: o desejo de retomar a trajetória de vitórias e jamais vivenciar novamente drama semelhante.

Fases do jogo: O Vasco partiu com tudo para cima do Icasa logo no início do jogo. No ritmo da arquibancada, o time enfileirou três oportunidades de gol antes mesmo dos 5min. As chances viraram combustível para a torcida e empolgaram a equipe. Mesmo assim, o cuidado com os contragolpes dos visitantes era imprescindível.

Aos 11min, Douglas acertou um belo voleio. Busatto espalmou. Aos 19min, novo lance de perigo em arremate de Maxi Rodríguez e conclusão precipitada de Douglas. O Icasa respondeu aos 22min. Mauri puxou contra-ataque e cruzou rasteiro. Nilson chegou atrasado e a bola passou quase por cima da linha. Aos 23min, Martin Silva fez defesa espetacular em chute de Mauri.

A angústia cruzmaltina terminou aos 34min. Depois de tanto insistir e deixar a torcida aflita, Douglas cobrou falta e Kleber testou livre para o fundo gol. O Maracanã explodiu ao som de "Vamos subir, Vasco". A partir daí, a expectativa pelo apito final cresceu ainda mais. Porém, ainda era necessário aguardar todo o segundo tempo.

E os 45 minutos finais começaram com um susto. Aos 9min, Nilson aproveitou disputa de bola e chutou do meio da rua no ângulo de Martin Silva. O empate esfriou a torcida do Vasco. O clima de tensão foi até o último minuto de jogo. Os donos da casa pouco criaram, foram vaiados nos piores momentos, principalmente ao término do jogo, mas respiraram aliviados. O Club de Regatas Vasco da Gama está de volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

Confira no Placar UOL como foram todos os lances da partida

O melhor: Kleber - Autor do gol do Vasco, o jogador se apresentou, teve dificuldades com a defesa adversária, mas o esforço foi recompensado.

O pior: Thalles - O atacante do Vasco colecionou erros e foi insistentemente vaiado pela torcida no segundo tempo até ser substituído por Edmilson.

Chave do jogo: O gol marcado por Kleber no primeiro tempo deu ao Vasco a vantagem necessária para empatar e cumprir o objetivo do acesso.

Para lembrar: O Vasco viveu o drama da Série B por quase um ano. O time foi rebaixado em 8 de dezembro de 2013 e tardou a garantir o retorno à elite. Desde os episódios de violência em Joinville no jogo que resultou na queda até o esperado alívio, o clube de São Januário enfrentou protestos da torcida, instabilidade, demissão de técnico, eleição presidencial, mas finalmente voltou ao grupo principal do Campeonato Brasileiro, no qual possui quatro títulos (1974, 1989, 1997 e 2000), sendo considerado um dos principais vencedores.

VASCO 1 X 1 ICASA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Paulo Cesar Silva Faria (MT) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Renda: R$ 1.662.405,00
Público: 49.559 pagantes; 56.334 presentes
Cartões amarelos: Ivonaldo, Nilson, Júnior Barros e Lucas (Icasa)
Gols: Kleber, aos 34min do primeiro tempo, Nilson, aos 9min do segundo tempo

VASCO
Martin Silva; Carlos César (Lorran), Rodrigo, Luan e Diego Renan; Guiñazu, Fabrício, Douglas e Maxi Rodríguez (Lucas Crispim); Thalles (Edmilson) e Kleber
Técnico: Joel Santana

ICASA
Busatto; Naylhor, Marco Tiago e Gilberto; Ivonaldo, Neto, Mauri, Lucas e Zeca (Bismark); Júnior Barros (Nubio) e Nilson (Roger)
Técnico: Vladimir de Jesus

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos