Nenê marca três vezes e comanda goleada do Vasco na estreia da Série B

Do UOL, em São Paulo

  • Honório Moreira/Futura Press

A busca do Vasco pelo retorno à elite do futebol nacional começou com vitória. Jogando no Castelão, em São Luiz (MA), o time comandado por Jorginho não teve muitas dificuldades para ganhar do Sampaio Corrêa por 4 a 0 neste sábado, pela rodada de estreia da Série B. Foram três gols de Nenê e um de Riascos. 

Os dois clubes voltam a campo pela Série B no próximo sábado: o Vasco receberá o Tupi, ao passo que o Sampaio Corrêa visitará o Avaí. Antes disso, porém, o clube carioca tem o duelo contra o CRB pela Copa do Brasil.

Quem foi bem: Nenê

O camisa 10 infernizou a defesa do Sampaio Corrêa e teve atuação determinante. O primeiro gol saiu de um cruzamento dele que encontrou a cabeça de Riascos dentro da área. Depois, só deu ele. Ainda no primeiro tempo, fez um golaço de cobertura após tabelar com Riascos. Na segunda metade, fez mais dois. Um finalizando na marca do pênalti, depois de receber cruzamento rasteiro de Andrezinho. Depois, pegou o rebote de uma defesa que o goleiro fez em um chute do atacante colombiano. 

Quem foi mal: defesa do Sampaio Corrêa

O setor acumulou muitas falhas de posicionamento durante a partida, permitindo espaços com frequência para o Vasco criar oportunidades de gol. Como se isso já não fosse o bastante, o setor ainda errou demais nas vezes em que tentou sair jogando, oferecendo a bola de graça para o adversário, que poderia ter deixado o placar bem mais elástico se tivesse aproveitado melhor essas oportunidades.

Adeus de Riascos? Pode ter sido o último jogo dele pelo Vasco

O contrato de empréstimo de Riascos ao Vasco vai até domingo. Como o clube ainda negocia com o Cruzeiro a prorrogação do acordo para mantê-lo, a permanência do colombiano ainda é uma incógnita. A partida contra o Sampaio Corrêa pode ter sido a sua última pelo time carioca. Se foi mesmo a despedida, então pelo menos a última impressão foi bastante positiva. 

Atuação do Sampaio Corrêa: erros e mais erros

O time deu sinais logo de cara de que sofreria bastante contra o Vasco, errando bastante nas saídas de jogo e dando a bola de graça nos pés dos jogadores adversários. Não conseguiu resistir às boas jogadas do ataque adversário, que fez dois gols ainda no primeiro tempo, e pouco conseguiu ameaçar, apesar de alguns bons avanços pelas laterais. No segundo tempo, se soltou mais e até criou mais chances. Em uma delas, o zagueiro Rodrigo teve de tirar em cima da linha um gol claro. Em outro, a trave atrapalhou os planos de Edgar. Mas isso tudo acabou gerando mais espaços para o Vasco, que soube aproveitar a situação para transformar a vitória em goleada.

Atuação do Vasco: poucos sustos

O começo de jogo não poderia ser melhor para o Vasco, que teve espaços para criar com a bola no pé e viu o oponente se enrolar constantemente diante da marcação na saída de bola que emplacou. A defesa até foi incomodada por algumas boas jogadas de Edgar do outro lado, mas não foi nada comparado ao que fizeram Nenê e Riascos, que levaram perigo o tempo todo e marcaram os dois primeiros gols. Poderiam ter feito até mais se tivessem aproveitado melhor as oportunidades. No segundo tempo, contou um pouco com a sorte em lances que o Sampaio Corrêa poderia ter diminuído a diferença no placar e soube usar os contra-ataques para matar a partida.

Despedida

Os jogadores do Sampaio Corrêa entraram em campo com uma faixa em homenagem a Arlindo Maracanã. O jogador de 37 anos já havia dito que se aposentaria após a partida, foi substituído ainda no primeiro tempo e recebeu os aplausos da torcida. Ele irá assumir cargo administrativo no clube.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA 0 X 4 VASCO 
Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)
Data: 14 de maio de 2016 (Sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Vaneide Vieira de Gois (SE)
Cartões amarelos: Yago Pikachu, Nenê (Vasco); Léo Rodrigues (Sampaio Corrêa)
Gols: Riascos (Vasco), aos 13 do 1º tempo; Nenê (Vasco), aos 24 do 1º tempo, aos 18 e aos 35 do 2º tempo

SAMPAIO CORRÊA: Rafael; Léo Rodrigues, Mimica (Eli Sabiá), Luiz Otávio e Guilherme Santos; Diego Lorenzi, Arlindo Maracanã (Carlos Alberto), Daniel Barros e Pedrinho; Edgar e Pimentinha (Daniel Amora)
Técnico: Petkovic

VASCO: Martin Silva; Madson, Jomar (Rafael Vaz), Rodrigo (Aislan) e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos (Yago Pikachu), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos
Técnico: Jorginho

UOL Cursos Online

Todos os cursos