Diguinho se desentende com PM, é levado à delegacia e brinca: "Liberdade!"

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

O fim de jogo entre Vasco e Vila Nova, nesta terça-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), não acabou bem para o volante Diguinho. De acordo com a Rádio Tupi, o jogador cruzmaltino se desentendeu com um policial militar na saída de campo e foi encaminhado a uma delegacia para prestar depoimento, onde foi acusado de lesão corporal leve.

Diguinho foi expulso logo depois do apito final após tentar apartar uma discussão entre seu companheiro Nenê e o meia Jean Carlos, do Vila Nova, que também recebeu o cartão vermelho. Inconformado, já que realmente não mereceu a advertência, o vascaíno se recusou a sair do gramado e iniciou discussões com as pessoas que tentavam retirá-lo.

Gerente de futebol do Vasco, Isaías Tinoco conversou com os policiais militares antes do atleta ser levado para a delegacia. Como o Cruzmaltino tinha um voo fretado, toda a delegação teve de aguardar o depoimento, o que atrasou o retorno do grupo ao Rio.

Já dentro da aeronave, o lateral esquerdo Julio Cesar postou um vídeo no Instagram onde ele e Diguinho brincam com a situação (veja acima):

"Ele voltou, hein!", diz Julio, acompanhado por uma voz ao fundo: "Diguinho está de volta!".

Sorridente, Diguinho não aparenta estar preocupado com o caso:

"Liberdade! Liberdade!", diz o volante, que ainda ouve do lateral:

"Bigodinho do Mano Brown (vocalista dos Racionais MC's). Vida louca!".

O próprio Diguinho também utilizou o Instagram para postar uma foto onde ignora o episódio:

 

Mais uma vitória graças a Deus!!! #lider #invicto #focoforçafé #vascodagama #oficialvasco

Uma foto publicada por diguinhogool (@diguinhogool) em

Questionado se havia conseguido ter um contato com Diguinho durante a coletiva após o jogo, o técnico Jorginho limitou-se a dizer que não:

"Não consegui falar com o Diguinho".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos