Goleiro e gol contra 'salvam' Ceará contra o Bragantino

Do UOL, em São Paulo

  • Rafael Moreira/Bragantino

Mesmo empolgado com a chegada do técnico Marcelo Veiga, o Bragantino parou no goleiro Éverson e empatou em 1 a 1 com o Ceará. A equipe do técnico Sérgio Soares foi salva pelo arqueiro e pelo gol contra marcado pelo zagueiro Renan Diniz na noite desta terça-feira, no estádio Nabi Abi Chedid, pela 13ª rodada da Série B.

Com o resultado, o Bragantino ficou com 11 pontos e está no 17º posto da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro da Série B. O Ceará, que queria recuperar a vice-liderança, chegou aos 24 pontos e ficou na terceira colocação.

Ambos os times voltam a campo no sábado, 2 de julho. A equipe paulista recebe o Paraná, às 16 horas (de Brasília), no estádio Nabi Abi Chedid. Enquanto o clube cearense enfrenta o Bahia, às 19h30 (de Brasília), no estádio Castelão.

Quem foi bem: Éverson segura o ímpeto do Bragantino

A noite foi boa para o goleiro Éverson, do Ceará. Com uma sequência de boas defesas, o arqueiro do clube visitante conseguiu evitar gols da equipe paulista e foi um dos principais responsáveis por garantir o empate fora de casa.

Quem foi mal: Que vacilo, Renan Diniz

Wescley mandou a bola na área do Bragantino e Renan Diniz subiu para disputar com Bill, mas o zagueiro acabou cabeceando para trás, contra as próprias redes e deixou a partida empatada em 1 a 1. Sem chances para o goleiro Felipe, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o gol.

William Henrique faz sua estreia no Ceará

O atacante entrou no segundo tempo e teve uma atuação apagada, marcada ainda por um cartão amarelo recebido.

Massa Bruta sem forças

Empolgado com a estreia do novo técnico Marcelo Veiga, o Bragantino começou bem na partida e logo abriu o placar com Gabriel Dias. Mas, logo após sofrer o gol de empate, o time da casa começou a ser dominado pelos cearenses e passou a jogar somente no contra-ataque. A agremiação paulista voltou com outra postura na etapa final da partida e deu trabalho ao goleiro Éverson, mas perdeu forças não conseguiu chegar ao gol.

Visitante se sente em casa e joga de igual para igual

O grupo comandado por Sérgio Soares deu espaços ao Bragantino no início da partida e não conseguia furar a marcação. Mas o gol contra de Renan Diniz animou o Ceará, que assumiu o controle do jogo. No segundo tempo, o time visitante levou sustos do Bragantino, mas logo equilibrou o confronto. 

Jogada (muito bem) ensaiada

Existem ressalvas com esse tipo de lance, mas funcionou com o Braga aos 11 minutos do primeiro tempo. Em jogada ensaiada de escanteio em dois toques, a bola foi cruzada para a área, a zaga do Ceará vacilou no posicionamento e Gabriel Dias subiu na segunda trave para inaugurar o placar para o Bragantino.

Improviso de Sérgio Soares funcionou

Com Thalysson suspenso, o técnico Sérgio Soares teve que improvisar Zé Mário na lateral esquerda. O jogador conseguiu assustar a defesa dos donos da casa com boas jogadas pelo setor e chutes no gol.

A reestreia de Marcelo Veiga no Bragantino

Após a demissão de Toninho Cecílio na última rodada, o Massa Bruta foi treinado pelo interino Álberto Felix nesta semana. Apesar disso, horas antes do confronto desta terça se iniciar, o retorno de Marcelo Veiga, que teve cinco passagens pela equipe, foi anunciado e o técnico já foi para o jogo.

"Preferi ficar no banco já hoje para sentir a equipe, o que o grupo está sentindo neste momento", disse Marcelo Veiga antes do início da partida.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 1 X 1 CEARÁ

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 28 de junho de 2016, terça-feira
Hora: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Auxiliares: Marconi Helbert Vieira e Magno Arantes Lira (ambos de MG)
Cartões Amarelos: Watson, Erik e Renan Diniz (Bragantino); Eduardo, Wescley, Bill, William Henrique e Charles (Ceará)
Gols: Gabriel Dias (Bragantino), aos 11 do primeiro tempo; Renan Diniz (contra para o Ceará), aos 23 do primeiro tempo.

BRAGANTINO: Felipe, Guilherme Andrade (Alemão), Rodrigo Sam (Lucas Rocha), Renan Diniz e Bruno Pacheco; Gabriel Dias, Daniel Pereira e Tartá; Watson, Erick e Claudinho (Renato Sorriso)
Técnico: Marcelo Veiga

CEARÁ: Everson, Eduardo, Valdo, Charles e Zé Mário (Richardson); João Marcos, Marino, Felipe e Wescley (Ricardinho); Rafael Costa (William Henrique) e Bill.
Técnico: Sérgio Soares
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos