Vasco perde segunda seguida, mas se mantém como líder da Série B

Do UOL, em São Paulo

  • Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Há um ano, Vasco e Avaí estavam na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, mas foram rebaixados e agora se reencontraram em situações diferentes: o time carioca é líder da Série B, enquanto o catarinense luta na parte de baixo da tabela. Porém, no jogo entre eles, neste sábado, quem levou a melhor foi o Avaí, que venceu por 2 a 1 em casa. O resultado cria um clima de preocupação no Vasco, que ainda é líder da Série B, com 28 pontos, mas tem jogado mal e sofreu a segunda derrota consecutiva.

O Vasco agora tem 28 pontos, assim como o Atlético-GO, mas está na frente pelo número de vitórias (9 contra 8). Já o Avaí comemora por ter ganhado um grande alívio na briga contra a degola, pois atingiu 18 pontos.

Depois de um primeiro tempo em que os dois times maltrataram a bola, o gol do Avaí saiu aos 4min, com Renato Júnior. O Vasco ameaçou uma reação, mas sofreu gol de Rômulo, aos 19min, após bom passe de Lucas Fernandes. O jovem Caio Monteiro fez gol aos 40min, mas foi tarde demais para mudar o jogo.

Provocação

No final do jogo, a torcida do Avaí provocou o Vasco, lembrando de um jogo anterior entre os times: em 2014, no Estádio de São Januário, a equipe catarinense venceu por 5 a 0. Então os torcedores ficaram cantando "1,2, 3, 4, 5..." na Ressacada.

Quem foi mal: Aislan, de novo

Sem o zagueiro Luan, machucado, o Vasco tem usado Aislan, que já tinha falhado na derrota para o Paraná, na terça-feira. Neste sábado, ele errou de novo, pois tocou na bola antes de Renato Júnior fazer gol.

Primeiro tempo sem finalização a gol

O jogo começou bastante feio, tanto que o primeiro tempo não teve sequer uma finalização a gol. Os dois times mostraram muita dedicação na defesa, mas pouquíssima criatividade no ataque. Até surgiram algumas chances de gol para os dois lados a partir dos 35 minutos de jogo, mas as finalizações foram para fora.

Pênalti polêmico e perdido

Aos 25min do 2º tempo, o juiz marcou pênalti para o Avaí, mas os vascaínos alegaram que Rodrigo tocou com a mão na bola fora da área. Depois de muita reclamação, William foi para cobrança, chutou fraco no canto e Martín Silva defendeu.

Reclamação até o último lance

Na última jogada da partida, houve um chute para o gol, que foi desviado por um defensor do Avaí, então os vascaínos reclamaram de toque de mão, mas o juiz ignorou e apitou o final da partida. Antes, os dois times já tinham reclamado de muitas decisões do árbitro Elmo Alves Resende Cunha, tanto que os dois técnicos foram expulsos.

Próximos jogos

Em casa, o Vasco vai enfrentar o Brasil de Pelotas no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília). Já o Avaí terá pela frente o Paraná, na terça-feira, fora de casa.

AVAÍ 2 x 1 VASCO

Local: Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 02/07/2016 (sábado)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Adailton Fernando Menezes (GO
Cartões amarelos: Martín Silva, Andrezinho, Marcelo Mattos, Leandrão (VAS), Judson, Romulo (AVA)
Gols: Renato Júnior, aos 4min do 2º tempo (AVA); Rômulo, aos 19min do 2º tempo; Andrezinho, aos 40min do 2º tempo

AVAÍ
Renan, Alemão, André Santos, Gabriel e Capa; Judson (João Filipe), Renato, Jajá e Diego Jardel (Lucas Fernandes); William e Romulo (Célio Santos).
Técnico: Silas

VASCO
Martin Silva, Madson (Yago Pikachu), Luan, Aislan e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos (Caio Monteiro), Andrezinho e Nenê; Eder Luis (Evander) e Leandrão
Técnico: Jorginho

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos