Súmula revela o que técnicos de Vasco e Avaí falaram antes de expulsão

Do UOL, em São Paulo

  • Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

No jogo entre Vasco e Avaí, os dois técnicos foram expulsos durante a partida por terem reclamado da arbitragem. A súmula da partida revelou o que Jorginho e Silas fizeram antes de serem excluídos da partida, o que só aumenta a polêmica sobre a partida.

O que mais chamou atenção foi o motivo da expulsão de Jorginho, uma reclamação normal após lance polêmico: "aos 25 minutos do segundo tempo, expulsei do banco de reservas o senhor Jorge de Amorim Campos, técnico da equipe Vasco da Gama porque, após a marcação de uma penalidade contra sua equipe, o mesmo abandonou a área técnica e se dirigiu ao assistente nº 1, Cristhian Passos Sorence, e proferiu as seguintes palavras: 'isso é uma vergonha, o que vocês estão fazendo é uma vergonha, uma vergonha'".

Depois da partida, Jorginho já tinha criticado a postura do árbitro: "eu nunca fui agressivo com a arbitragem. Ele expulsar dois treinadores que são completamente da paz, você vê o nível do jogo que foi hoje".

Já Silas ofendeu o juiz, mas sem palavrão: "aos 46 minutos do segundo tempo, expulsei do banco de reservas o senhor Paulo Silas do Prado Pereira, técnico da equipe Avaí, por proferir as seguintes palavras ao assistente nº 1, Cristhian Passos Sorence: 'você é um cara de pau, você é um cara de pau', estando com o dedo em riste em direção ao assistente".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos