Agosto, mês do desgosto? Vasco somou apenas 3 pontos em 30 dias

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Pedro Martins/AGIF

Você certamente já ouviu a crença popular de que agosto é o "mês do desgosto". De acordo com a Numerologia, o significado do mês 8 pode ser considerado incômodo pela maioria das pessoas, já que traz à tona tudo aquilo que foi semeado nos últimos meses. Nenhum outro torcedor, nesse momento, concorda tanto com a premissa como o vascaíno.

Isso porque o Vasco, líder da Série B, somou apenas três pontos nos cinco jogos que disputou no oitavo mês do ano. Não houve vitória no período, apenas três empates: diante de Ceará, Sampaio Corrêa e Tupi, além de derrotas para Vila Nova e Santos, na Copa do Brasil.

Apesar dos resultados ruins, o vascaíno ainda pode bater no peito e dizer que segue na liderança da Série B. E com folga. Três pontos separam a equipe do Atlético-GO, que empatou na última segunda com o Ceará, quarto colocado. O confronto direto favoreceu o Cruzmaltino durante a série ruim na competição.

O técnico Jorginho não entra em detalhes, mas admite que o momento do Vasco é ruim. Ruim, mas longe de ser o pior que viveu desde que chegou em São Januário. Ele lembrou da campanha em 2015, quando o time acabou rebaixado para citar o que realmente é jogar pressionado.

"Tivemos momentos aqui que o torcedor chegou a agredir jogadores, tínhamos que sair do aeroporto escondidos. Já passamos por situações bem piores que essa. Construção de um trabalho constante, conversa no pé de ouvido de cada jogador. A gente está experiente o suficiente para lidar come essa situação. Temos uma profissional que trabalha com psicologia, é algo extremamente importante", disse o treinador do Vasco.

O Vasco volta a campo pela Série B no sábado, quando medirá forças com o Bahia, na Fonte Nova, em Salvador.
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos