Sob olhares de Tite, Vasco vence 'final antecipada' contra o Atlético-GO

Do UOL, em São Paulo

  • Paulo Fernandes/Vasco

    Éderson marcou duas vezes para o Vasco e decretou vitória sobre o Atlético-GO

    Éderson marcou duas vezes para o Vasco e decretou vitória sobre o Atlético-GO

Celebrada até pelo telão de São Januário, a visita de Tite não impediu o Vasco de vencer o Atlético-GO por 2 a 0 e se isolar na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Éderson aos 7 minutos do primeiro tempo e aos 32 do segundo.

As duas equipes entraram em campo pela 27ª rodada igualadas em 48 pontos. Com o triunfo, o Cruzmaltino foi a 51 e deixou o time goiano estagnado na segunda posição. Ainda assim, o Dragão segue confortável na vice-liderança, já que Bahia e Avaí aparecem na sequência com apenas 42.

No próximo sábado, o Vasco visita a Arena Pernambuco às 16h30 (de Brasília) em confronto com o Náutico, que flutua entre o G4 e a zona de rebaixamento. Já o Atlético-GO volta a jogar alguns dias antes, na terça-feira, quando recebe o penúltimo colocado Joinville no Estádio Olímpico a partir das 19h15.

Aos olhos de Tite

O ilustre visitante de São Januário parece ter inflamado o ímpeto vascaíno. Depois de forçar jogadas pelas laterais com Nenê e Andrezinho, o time de Jorginho enfim encontrou o caminho com boa triangulação pelo meio. De Jorge Henrique ao lançamento de Alan Cardoso, a bola foi devidamente aproveitada por Éderson, que reagiu rápido e deu leve cavadinha para superar Kléver e abrir o placar para o Vasco. O esforço enfim resultou em mais festa aos 32 da etapa complementar, quando o atacante aproveitou cruzamento de Andrezinho para ampliar a vantagem.

Acorda, Éderson!

O vascaíno se mostrou desligado entre os gols. Aos 24 do primeiro tempo, o zagueiro Marllon tentou travar o passe de Nenê e acabou entregando a bola de presente para Éderson, que surgia livre pela direita. Mesmo à frente dos rivais, o jogador se manteve em posição legal graças ao toque adversário. O auxiliar ergueu a bandeira, mas o árbitro Felipe Duarte Varejao validou o lance. Entretanto, o atleta se confundiu com os gritos do banco de reservas e parou a jogada por conta própria, segurando a bola com as mãos. "Eu não vi nem o bandeira. Quando fui pegar na bola, vi o banco de reserva todo gritando 'não'. Eu ouvi o grito e acabei parando", explicou-se ao Premiere.

Dragão pouco produtivo

Apesar de brigar diretamente com o Vasco pela liderança, o Atlético-GO pouco fez para obter um resultado melhor em São Januário. A primeira finalização do time rubro-negro foi executada apenas aos 21 minutos da etapa inicial, quando Michel cobrou falta diretamente para as luvas de Martín Silva. No segundo tempo, Jorginho e Marquinho exigiram boas defesas do goleiro uruguaio e quase empataram para o Dragão, mas a equipe da casa ainda martelou o travessão de Kléver com Madson, que aproveitou um toque de Jorge Henrique para arriscar a conclusão.

Não valeu!

Os dois lados tiveram gols anulados. O Atlético-GO foi à rede logo aos 3 do segundo tempo, mas a arbitragem viu falta de Michel sobre Luan no momento do cabeceio. O Vasco aproveitou a entrada de Caio Monteiro para driblar Kléver e colocar a bola no fundo do gol aos 25. O atacante, porém, estava em posição irregular no momento do passe. Decisões que provocaram reações das duas torcidas, mas confirmaram o placar mínimo.

Série B na seleção?

Se os 5.437 torcedores pagantes precisavam de um motivo para acreditar no empenho das equipes, o telão fez sua parte ao anunciar a presença de Tite. O técnico Jorginho ainda parabenizou o comandante da seleção pelo interesse demonstrado na Série B. "É uma honra ter o Tite aqui, não é comum o treinador da seleção ver um jogo de segunda divisão. Então a gente dá parabéns ao Tite por estar ligado", disse o chefe do Vasco ao Premiere. Embora a CBF não tenha informado o nome do jogador em observação, a partida contou com um dos nomes da seleção olímpica: o zagueiro Luan.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 0 ATLÉTICO-GO

Data e hora: 24/09/2016, sábado, às 16h30 (de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Felipe Duarte Varejao (ES)
Auxiliares: Vanderson Antonio Zanotti e Ramires Santos Candido (ambos do ES)
Cartões amarelos: Yago Pikachu, Alan Cardoso, Martín Silva e Diguinho (Vasco); Gilsinho (Atlético-GO)
Gol: Éderson, aos sete minutos do primeiro tempo e aos 32 do segundo (Vasco)

VASCO: Martín Silva; Yago Pikachu (Madson), Luan, Rodrigo e Alan Cardoso; Diguinho, Douglas, Andrézinho e Nenê; Jorge Henrique (Caio Monteiro) e Éderson (Fellype Gabriel)
Técnico: Jorginho

ATLÉTICO-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Romário; Pedro Bambu (Luiz Fernando), Michel, Marquinho, Jorginho e Gilsinho (Lucas Crispim); Júnior Viçosa (Alison)
Técnico: Marcelo Cabo

UOL Cursos Online

Todos os cursos