Ricardinho pede demissão do Tupi menos de dois meses após assumir clube

Do UOL, em São Paulo

  • Tupi FC/Divulgação

Menos de dois meses depois de chegar ao Tupi como treinador, Ricardinho pediu demissão nesta quarta (09) e deixou a equipe. O anúncio foi feito pelo site oficial do clube.

"Ricardinho não é mais o técnico do Tupi. O pentacampeão mundial pela Seleção Brasileira pediu demissão na manhã quarta-feira, 9, um dia depois de o Carijó ser derrotado pelo CRB (AL) pela 35ª rodada da Série B do Brasileirão", disse o clube em nota oficial.

O Tupi explicou que junto com Ricardinho ainda deixarão o clube o auxiliar Rodrigo Pozzi e o preparador físico George Castilhos.

"O Tupi agradece a dedicação e a seriedade dos três profissionais e deseja boa sorte em suas promissoras carreiras", completa o comunicado.

Logo depois da notícia, Ricardinho se manifestou através de sua assessoria de imprensa e agradeceu ao clube. 

"Venho a público agradecer a oportunidade de ter trabalhado no Tupi Football Club. Eu e minha comissão técnica trabalhamos e nos dedicamos ao máximo para atingir resultados melhores, mas entendo que agora é o momento de deixarmos o clube. Desde meu primeiro dia no Tupi fui muito bem recebido e tratado por todos. Por isso quero deixar meu agradecimento a todos: direção, funcionários, jogadores e torcedores. Desejo ao Tupi todo o sucesso no futuro nas competições que disputar", disse.

Em outubro, o ex-jogador havia sido afastado do clube por problemas de saúde, precisou fazer exames, mas retornou ao comando do Tupi normalmente em seguida.

O clube está atualmente na 19ª posição do Campeonato Brasileiro da Série B, vice-lanterna, com 30 pontos conquistados.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos