Avaí vence Náutico na Ressacada e fica a dois pontos de subir à Série A

Do UOL, em São Paulo

  • Jamira Furlani/Avaí F.C.

    O veterano Marquinhos marcou dois dos três gols do Avaí na vitória deste sábado

    O veterano Marquinhos marcou dois dos três gols do Avaí na vitória deste sábado

Dois pontos separam o Avaí do retorno à divisão de elite do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, a equipe venceu o concorrente direto Náutico por 3 a 0, na Ressacada, com dois gols do veterano Marquinhos e um de Rômulo, e se tranquilizou ainda mais no G-4 da Série B.

O resultado levou o Leão aos mesmos 62 pontos do vice-líder Vasco, que venceu o Bragantino nesta tarde. Deste modo, o Avaí precisa apenas de mais dois pontos - ou dois empates - nas duas rodadas restantes contra Londrina e Brasil de Pelotas para confirmar o acesso à Série A. Com chance de confirmar o título ainda nesta rodada se derrotar o Tupi, o Atlético-GO tem cinco a mais. Já o Timbu segue na porta do G-4 com 57 pontos, dois a menos que o Bahia, que ainda enfrenta o Luverdense e pode ampliar a distância.

Pé calibrado

De volta ao time nesta rodada após ser poupado diante do Oeste, Marquinhos provou que o pé direito e a pontaria continuam calibrados. Aos 24 minutos do primeiro tempo, o experiente meio-campista cobrou falta da entrada da área, com efeito, e colocou a bola no ângulo direito do goleiro Júlio César, que nada pôde fazer para evitar o gol. Dezesseis minutos depois, o capitão e camisa 10 acertou o travessão; aos 47, tocou no meio da rede para converter o pênalti sofrido por Rômulo e encaminhar a vitória do Avaí ainda no primeiro tempo. "O pé é calibrado a partir do momento em que a gente treina bastante", disse Marquinhos na saída para o intervalo ao Premiere. O próprio Rômulo completou o placar aos seis da etapa final após ser acionado por Renato.

Tensão vermelha

Visivelmente entregue ao placar da partida, o Náutico também se rendeu ao nervosismo no segundo tempo. Enquanto os atacantes não conseguiam superar o goleiro Renan, que atuou como um paredão, Maylson ainda cometeu falta em Marquinhos aos 29 do segundo tempo, recebeu o cartão vermelho direto do árbitro Diego Almeida Real e deixou os alvirrubros com um a menos nos minutos finais, além da suspensão para o próximo jogo contra o Tupi.

Valendo o sonho do acesso...

Antes de entrarem em campo pela 36ª rodada da Série B, Avaí e Náutico tinham 58 e 57 pontos, respectivamente, e ocupavam a quarta e a quinta posição. A vitória levou o Leão da Ressacada ao terceiro lugar, empatado em pontos com o vice-líder Vasco.

Leandro Boeira/Ava? F.C.

Nenhum poupado

Em disputa direta por vaga no G-4, as duas equipes não pouparam ninguém. Mas enquanto Givanildo Oliveira tinha força total, Claudinei Oliveira teve que abrir os portões da Ressacada sem os atacantes Lucas Coelho, que vinha sendo titular, e William, que seria seu reserva – o primeiro sofreu estiramento no ligamento cruzado posterior e lateral do joelho e até já voltou ao Grêmio; o segundo tem lesão na coxa. Por outro lado, Marquinhos voltou ao time após desfalcar o Avaí no empate sem gols com o Oeste, quando foi poupado. Neste sábado, acabou decidindo o jogo ao lado de Rômulo, substituto dos atacantes que desfalcam o grupo.

Deu azar?

O Náutico escolheu a partida deste sábado para estrear seu novo terceiro uniforme, que é todo vermelho e inspirado no verso "vermelho de luta" do hino do clube. No entanto, a roupa nova parece não ter dado sorte ao Timbu.

UOL Cursos Online

Todos os cursos