Jorginho se reunirá com diretoria do Vasco sobre 2017. Tendência é a saída

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Jorginho se emocionou na coletiva e deixou o futuro em aberto no Vasco

    Jorginho se emocionou na coletiva e deixou o futuro em aberto no Vasco

Após obter o acesso à Série A com a vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, o técnico Jorginho terá uma reunião com a diretoria para definir se permanece ou não no Vasco em 2017. A tendência é a que ele deixe o cargo.

"Vamos conversar com o presidente (Eurico Miranda) na semana que vem e ver o que é melhor pra mim e para o Vasco também", disse.

O nome mais forte nos corredores de São Januário é o de Cristóvão Borges, que trabalhou no clube entre 2011 e 2012. Uma corrente do clube também faz lobby por Vanderlei Luxemburgo.

Vozes

Durante toda a entrevista coletiva, Jorginho classificou como "vozes" as notícias relacionadas sobre uma possível saída do clube. O treinador ressaltou sua confiança no presidente Eurico Miranda.

"O Vasco é um clube bem diferente de todos que eu trabalhei. Quem manda aqui é o presidente, e eu tenho um compromisso com ele. Parabenizo a todos pelo trabalho. Algumas informações saem, mas em nenhum momento eu me senti ameaçado. Essas vozes quase acabaram com um trabalho maravilhoso", declarou.

Questionado se ficará confortável em trabalhar no Vasco ano que vem com tais "vozes", Jorginho novamente frisou a necessidade da conversa com Eurico:

"Por isso que há a necessidade de termos uma conversa, para saber tudo o que passamos da minha parte e da dele e para que cheguemos na melhor solução, tanto para mim quanto para o Vasco".

O treinador preferiu não dar nomes às "vozes":

"São vozes externas e internas, mas são coisas que irei guardar para mim".

Cornetada

Durante o primeiro tempo da partida contra o Ceará neste sábado, quando o Vasco ainda perdia por 1 a 0, um membro da diretoria não economizou nas cornetas a Jorginho.

"Ele é muito teimoso. Colocou todos os velhos para jogar", dizia aos pares em referência aos jogadores veteranos. 

Emoção

Na entrevista coletiva, o técnico Jorginho se emocionou ao falar sobre o trabalho da comissão técnica. Ele chamou seus auxiliares Zinho e Joélton Urtiga e se declarou:

"Eu amo vocês".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos