De encostado a titular: Fabinho se recupera e abre Série B em alta no Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Divulgação SC Internacional

    Fabinho volta a ser opção no time titular do Internacional para Série B

    Fabinho volta a ser opção no time titular do Internacional para Série B

O Inter inscreveu 32 jogadores no Campeonato Gaúcho e fez três trocas na lista. Em nenhum momento sequer cogitou colocar o volante Fabinho entre os disponíveis. Liberado para ser negociado, por pouco não fechou com o Vitória. Só que a queda do técnico Argel Fucks no time baiano o fez ficar no Inter e de quebra recuperar espaço. Em uma semana, deixou os treinos isolado do grupo e começará a Série B como titular.

A trajetória dá inveja a qualquer montanha-russa. Fabinho não fazia parte dos planos e, desde o início do ano, treinou sempre no time reserva. Chegou a sobrar da equipe suplente e enquanto negociava com o Vitória a pedido de Argel - o mesmo que o indicou para o Inter - foi afastado do elenco. Passou a realizar atividades acompanhado daqueles jogadores que se recuperam de lesão ou não terão oportunidade no grupo.

O Inter preferia Dourado, Edenílson, Anselmo, Charles, Valdemir, improvisar Uendel ou até recuar D'Alessandro a dar oportunidade para Fabinho. Por isso, longe da lista de disponíveis no Gauchão, ele disputou apenas duas partidas no primeiro semestre inteiro. Jogou por 117 minutos, sendo 90 contra o Sampaio Correa e 27 diante do Oeste-SP, ambos pela Copa do Brasil. Mesmo com o período curto, deu uma assistência.

Tudo mudou a partir da negociação frustrada. Fabinho estava isolado do grupo pela perspectiva de ser negociado. Ele estava na berlinda também por 'pressão' da torcida, que via nele um dos ícones do rebaixamento. Só que ficar fora também fez bem. Enquanto não jogou, Fabinho viu Anselmo falhar nas oportunidades que recebeu, Fernando Bob ser negociado também pelas más atuações, e acabou se consolidando como alternativa.

Como Argel foi demitido, o Vitória desistiu da negociação que já estava fechada. Ele reforçaria o Rubro-negro no Brasileirão. Não vai mais. E em seguida as portas se abriram.

Primeiro com a entrada no jogo-treino dos reservas diante do Brasil de Pelotas, e com boa atuação. Em seguida, recebeu elogios dos companheiros nas atividades, não desistiu e se esforçou tanto que cavou um lugar de titular para o início da Série B. Começará diante do Londrina, no sábado, porque Edenílson tem uma entorse no tornozelo direito, mas já ultrapassou Anselmo, Charles, Valdemir ou qualquer improvisação na hierarquia técnica da equipe.

"O Fabinho é um jogador de um vigor físico impressionante. É muito forte, tem uma capacidade privilegiada. Vai nos ajudar muito nos jogos daqui para frente", disse o lateral esquerdo Uendel. Com 30 anos, Fabinho chegou ao Inter no começo de 2016 e tem contrato até o fim de 2018.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos